Na Capital, SUS oferece tratamento gratuito pra quem quer parar de fumar

 Na Capital, SUS oferece tratamento gratuito pra quem quer parar de fumar

Foto: Mundo Conectado

Doenças pulmonares, infarto, câncer, hipertensão, tuberculose e mortes prematuras são alguns dos muitos males ocasionados pelo tabagismo. Entre os anos de 2014 e 2015, foi registrado que em Belém, respectivamente, 7% e 7,1% da população adulta é composta por fumantes, de acordo com a Vigilância de Fatores de Risco e Proteção pars Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel).
Dados alarmantes como esse suscitaram a necessidade da criação de um tratamento gratuito para fumantes em Belém. O pintor Reinaldo Guerreiro (56) é um dos usuários desse serviço. “O vício faz com que a gente não consiga levar adiante (o tratamento), e é preciso ter força de vontade. Quando percebi que estava fumando de novo e vi que não valia à pena, foi quando retornei ao programa em 2016 e fiz todas as sessões acompanhadas do tratamento medicamentoso. Hoje estou há três meses sem fumar”, afirmou Reinaldo, que já fumava há 18 anos e iniciou o tratamento no Programa de Controle do Tabagismo da Unidade Municipal de Saúde (UMS) do Jurunas em 2015, mas teve uma recaída durante o tratamento e retornou em 2016.
O tratamento é realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Unidades Municipais de Saúde de Belém e está disponível nas unidades do Telégrafo, Tapanã, Marambaia, Jurunas e Benguí II. Além do processo medicamentoso, os pacientes recebem cuidados especializados por uma equipe composta por médicos, enfermeiros, assistentes sociais e psicólogos, além de avaliação médica, nutricional e odontológica.
“O tratamento inlcui terapia, rodas de conversa, consultas com médicos e nutricionistas, além da fase medicamentosa, que inclui adesivos que são ofertados pelo programa”, explica a coordenadora do Programa de Controle do Tabagismo em Belém, Vera Fonseca.
Para os interessados em iniciar o tratamento, basta procurar uma das unidades de saúde que dispõem do programa portando os seguintes documentos:
– Identidade
– CPF
– Comprovante de residência

Reportagem: ORMNews

Deo Martins

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.