Macarrão instantâneo pode causar doença cardíaca

 Macarrão instantâneo pode causar doença cardíaca

Considerado um alimento prático, barato e gostoso, o macarrão instantâneo esconde perigos que muita gente desconhece. A nutricionista Débora Lima, do Hapvida Saúde, alerta que o macarrão instantâneo contribui para o aumento de peso e o desenvolvimento de doenças crônicas devido ao alto teor de açúcar, ingredientes artificiais e carboidratos refinados. “O macarrão instantâneo não é uma escolha saudável. Esse produto é muito processado. Utilizam nele o óleo de palma para que cozinhe mais rápido, que é rico em gordura saturada, além do alto teor de sal e conservantes”, explica.

A profissional observa que foram encontradas doses exageradas de sal no tempero e na própria massa do macarrão instantâneo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo diário de sal não deve ultrapassar 4 gramas, e o de sódio 2 gramas. No macarrão instantâneo, o sódio compõe 16% do produto – 8 gramas em cada pacotinho de tempero. “A substância é um fator de risco para doenças cardíacas e hipertensão”, atenta a nutricionista. O excesso de sal na alimentação está ligado a várias doenças como o aumento da pressão arterial, problemas cardíacos, colesterol alto e comprometimento renal.

Além do excesso de sal em sua composição, o macarrão instantâneo contém uma substância denominada glutamato monossódico que tem propriedades viciantes e pode causar náuseas, enxaquecas, dores de cabeça, sudorese e queimação no peito, entre de outras reações. Sem falar na grande quantidade de gordura presente nesse alimento.

“A união do excesso de sal e altos níveis de gordura pode aumentar as chances do aparecimento de doenças cardiovasculares. O macarrão instantâneo tão pouco apresenta a quantidade necessária de nutrientes para uma refeição saudável. A recomendação é de evitar ao máximo este tipo de refeição optando por alimentos mais saudáveis e se possível preparados sem sal, como saladas frescas e legumes cozidos”, complementa Débora Lima.

Reportagem: orm

Deo Martins

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.