Governo de Curionópolis honra acordo com servidores da educação

 Governo de Curionópolis honra acordo com servidores da educação

Em reunião ocorrida ontem, 24, entre a Secretaria Municipal de Educação de Curionópolis e coordenadores da subsede do SINTEPP/Curionópolis (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará) o prefeito Adonei Aguiar fez JUSTIÇA SOCIAL ao entregar aos servidores da educação municipal conquistas adquiridas há mais de 10 anos. “A reunião foi feita com o objetivo de encaminhar uma pauta existente e negociar algumas demandas, entre elas, dívidas deixadas pelo GOVERNO ANTERIOR”, explica a Secretária Municipal de Educação, Francisca Teixeira, detalhando ainda tratar de dívidas de triênio e de pós-graduados, atos que fazem parte de compromissos políticos do prefeito Adonei Aguiar.
Segundo a Diretora Municipal de Ensino, Ana Cristina Salazar, os professores do concurso de 2005 nunca haviam recebido 1/6 de férias, direito adquirido por eles, percentual que deve ser pago sempre nos meses de janeiro, coisa que foi cumprida tão logo Adonei Aguiar assumiu o governo daquele Município, um fato histórico. “Outra conquista honrada com os servidores da educação de Curionópolis foi o pagamento aos pós-graduados concursados em 2015, não honrado pelo governo anterior; pagamento feito em fevereiro pela atual gestão”, conta Cristina Salazar, mensurando tratar-se de 10% do vencimento do servidor.
Tão logo iniciou seu governo, Adonei Aguiar tem conversado com os servidores em educação municipal, tendo ocorrido a primeira reunião no dia 16 de janeiro, e desde então o diálogo continua entre as partes; dentro da ata da citada reunião foi estabelecido cronograma de diálogo. “A cada mês estamos cumprindo aquilo que o governo anterior não cumpriu”, assegura Ana Cristina, detalhando que, no final deste mês, os professores irão receber o triênio.
Os contemplados serão os professores concursados em 2005, que nunca haviam recebido esse direito. Já o retroativo para os mesmos professores, segundo Cristina, estará sendo negociado, cujas parcelas serão pagas com o complemento do recurso extra da União, depositado referente ao ano de 2016, cuja forma de pagamento ainda está sendo planejado, considerando que o recurso desta complementação é específico para os Municípios saldarem dívidas referentes ao período de 2016. “Na reunião ocorrida ontem, em discussão na presença dos advogados do Sintepp e da prefeitura de Curionópolis, respectivamente, chegamos ao entendimento que iremos fazer um acordo extrajudicial. Para isso está sendo elaborado documento para que possamos ter respaldo para pagar DÍVIDAS HERDADAS do antigo governo”, planeja a diretora de ensino, ela dá conta ainda que, até o dia 15 de maio deste ano, será analisado o total impacto da folha de pagamento dos servidores municipais adicionadas às vantagens pagas, considerando tratar-se de vantagens permanentes, e depois será dado o reajuste do piso salarial, que é garantido pelo governo federal, de 7,64%, referente às perdas salariais.

Texto e foto: ASCOM PMC

Deo Martins

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.