Corpo do jovem que morreu no lago da Nova Carajás é encontrado

 Corpo do jovem que morreu no lago da Nova Carajás é encontrado

Foto: Pebinhadeaçucar

No final da tarde deste sábado, (14), um jovem com apenas 17 anos de idade, morreu por afogamento no lago do bairro Nova Carajás em Parauapebas.
J. V.. que era morador da vizinha cidade Canaã dos Carajás estava se divertindo com amigos, quando o mesmo tentou atravessar a nado até a outra margem do lago. Os amigos de J. V. notaram que ele estava se afogando e não conseguiria chegar até o outro lado do lago pularam na água na tentativa de salvá-lo mas não o alcançaram.
O Corpo de Bombeiros foi acionado e juntamente com a Polícia Militar compareceram ao local do afogamento, mas devido já estar a noite e a água do lago não ser límpida nada puderam fazer naquele momento, até porque o quartel não possui os equipamentos adequados para o mergulho e entraram em contato com o quartel do Corpo de Bombeiros da cidade de Marabá que ficou de enviar uma equipe para auxiliar na busca do corpo do jovem.
Antes mesmo da chegada da equipe de Marabá chegar à Parauapebas, os amigos, familiares e algumas pessoas que presenciaram o incidente conseguiram localizar e retirar o corpo do jovem já sem vida das águas do lago da Nova Carajás por volta de 22:00h.
A família em um momento de desespero colocou o corpo do jovem em uma caminhonete e seguiu rumo à Canaã dos Carajás para que fosse realizado os procedimentos para o velório.
Uma equipe da Polícia Civil juntamente com o IML conseguiu interceptar a caminhonete antes mesmo de sair da cidade e houve um princípio de bate boca entre a família e os policiais, e o corpo do jovem foi encaminhado para o IML para os procedimentos legais.
O lago localizado na entrada do bairro Nova Carajás, foi planejado para as famílias que residem no local, onde conta com as margens asfaltadas e a princípio seriam utilizadas para a prática de exercícios físicos como a caminhada. Todos os finais de semana era possível encontrar muitas famílias às margens do lago, mas já há algum tempo o mesmo está sendo utilizado para outros fins como, venda de bebidas alcoólicas para menores de idade, badernas com motos e carros com som em volume alto, afastando as famílias que eram frequentadoras do espaço.
Existiam placas com avisos que eram proibida a entrada de pessoas no lago, mas as mesmas foram retiradas não se sabe por quem.
Déo Martins da redação do Portal InfoPebas.

Deo Martins

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.