19 onças pintadas foram abatidas na região de Carajás

 19 onças pintadas foram abatidas na região de Carajás

Foto: Déo Martins

Na última sexta-feira, (26), em Curionópolis, a Polícia Militar e Polícia Rodoviária Estadual, prendeu Francisco Evangelista, Júlio César da Silva e Maria de Jesus das Dores Silva, após terem sido encontradas na casa de um dos envolvidos em um freezer, algumas cabeças e peles de onças pintadas, pássaros silvestres além de muitas armas e munições.

No momento da prisão, os policiais encontraram cinco cabeças de onças pintadas, uma de onça parda (suçuarana), quatro crânios de felinos, um de jacaré, gaiolas com pássaros, patas e peles das onças.

Ontem, (30), em uma coletiva com representantes do ICMBIO – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, um Perito Criminal e Médico Veterinário do CPC Renato Chaves, CEAP – Centro de Educação Ambiental de Parauapebas e alguns membros da imprensa local foram apresentados os animais que passarão por perícia e posteriormente uma autópsia.

Ao contrário da primeira informação, ao todo foram encontrados 19 felinos, sendo uma jaguatirica, uma onça preta, duas onças pardas (suçuarana) e 15 onças pintadas, um crânio de jacaré e 7 pássaros presos em gaiolas.

De acordo com o Chefe da FLONACA – Floresta Nacional de Carajás, Frederico Drumont Martins “Em nossos registros, desde o ano da criação da FLONACA em 1998, nunca tivemos uma situação dessa. Tamanha barbaridade e o impacto ambiental, afinal foram quase 30 animais e o caso mais grave são das onças pintadas, um animal ameaçado de extinção e nunca tivemos um crime contra a fauna dessa magnitude na nossa região. Essa apreensão extrapolou e muito a caça de subsistência e proteção de animais em fazendas, ela está diretamente relacionada ao tráfico e as peles e cabeças das onças estão preparadas para serem expostas como troféu, estão preparadas para a venda em um comércio ilegal de um animal ameaçado de extinção”.

 Frederico ainda frisou que todo o material ficará sob a guarda do ICMBIO e terá uma grande utilidade na área científica e educação ambiental através da parceria com o CEAP.

O Perito Criminal e Médico Veterinário do CPC Renato Chaves, Felipe Sá, relatou que foram encontrados 19 felinos abatidos, crânios dissecados e alguns dos animais foram recentemente abatidos e isso indica que pode estar havendo uma rede criminosa de tráfico de animais silvestres na região e que alguém está encomendando esses artefatos que tem um alto valor no mercado negro e que com essa apreensão possamos apurar através de investigações e buscar os culpados.

Deo Martins

18 Comments

  • Gostaria de saber se o – Ministério Público Federal – já tá atuando neste caso. Tabém acredito que a própria Polícia Militar já deva estar recrudescendo as atitudes contra esta corja de caçadores e , principalmente , quem são os marginais financiadores e / ou receptores deste material biológico .
    Tudo indica que seja uma máfia internacional . . .

  • Triste demais! Lamentável é saber que os meliantes não sofreram nenhuma penalidade a altura destes crimes bárbaros contra a natureza.

  • Dói o coração só de ver! Justiça seja feita!

  • Para que criaram esse instituto se nao fiscalizam?? Quantos mais nao foram encontrados no freezer?? Ha quanto tempo esses bandidos vem agindo e ningueemmmm percebeu nada???!! Um absurdo!! Nao sei se tenho mais nojo dos bandidos que caçaram, ou das pessoa q tao com cara de espanto pelo q encontraram tardiamente no freezer!!

  • Que horror! Esse deve ser crime hediondo!

  • Não adianta prender os caçadores, é enxugar gelo.
    Prende esses, o dinheiro de quem encomenda irá atrair outros, e o crime nunca irá acabar.
    Tem que haver uma investigação séria e prender os ricos que compram os animais, só assim inibirá a matança, se não houver quem compre.

  • Coloquem as fotos desses desgraçados para toda a nação conhece-los. Não protejam a identidade desses monstros!

  • Estou doente com as imagens.
    Ser humano é oq mesmo?

  • PENA DE MORTE É POUCO PARA ESSES MONSTROS. Mas serão detidos e em breve estarão nas ruas novamente e continuarão com esse comércio. Tinha que haver um bom premio em dinheiro para população ribeirinha, indígenas, pequenos sitiantes que denunciasse, atirasse, prendesse, matasse esses parasitas assassinos.

  • Cadeia aos responsáveis por estes crimes bárbaro, contra a natureza.
    Descobri quem está financiando e vendendo estes animais e punir-los.
    Dói vê a que ponto chega a ganância dos seres humanos. Monstros!!

  • Estes são chamados de racionais, e mataram os irracionais, triste realidade que fizemos da raça humana, sem volta mesmo, por isso mataram o chico.

  • QUE VERGONHA , A PENA DEVE SER APLICADA , ESSA CORJA DE VAGABUNDOS , TEM QUE PAGAR E TODA ESSA REDE DE TRAFICO DEVE SER BANIDO E PUNIDO RIGOROSAMENTE ., O HOMEM , MAIS UMA VEZ DEMOSNTRANDO A FALTA DE RESPONSABILIDADE , FALTA DE CARINHO PELO NOSSO PLANETA E RESPEITO A TODOS AQUI SERES VIVOS .

  • Tem fazendeiro matando onça porque elas atacam seus rebanhos,e a maioria dos fazendeiros sabem disso.

  • Indignaçâo….não tenho palavras para expressar o que estou sentindo!!!!!!!!!!! A humanidade apodreceu… não tem mais jeito…. só Deus…. E acho que Ele não quer mais saber… cansou de tanta maldade….só tá esperando o juízo final…..

  • Estes crapulas bestiais deveriam ser executados em praça publica., depois de enforcados com corda de piano, jogados no rio para as piranhas . Ou pensando melhor jogados para as piranhas bem vivos.

  • A nossa Terra juntamente com sua mais completa biodiversidade esta agonizando por estes verdadeiros parasitas .E as punições qdo raramente acontecem são muitos brandas, e os autores destas tenebrosas ações ficarão livres para reincidirem em seus atos contra nossa fauna ,flora etc

  • […] A polícia paraense divulgou fotografias dos cadáveres dos animais, que preferimos não publicar. São imagens fortes, que você pode conferir aqui. […]

  • E a cara desses malucos?
    Divulguem quem são

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *