Governo do Estado inaugura maior escola de ensino médio em Parauapebas

 Governo do Estado inaugura maior escola de ensino médio em Parauapebas

Os pais dos alunos que estão concluindo o ensino fundamental em Parauapebas não poderiam receber melhor notícia neste meado de ano: a inauguração da maior escola pública de ensino médio no município, com mais de três mil vagas para os adolescentes.

É a Escola Estadual Prof. Serafim Fernandes, localizada na rua Santarém, no bairro Maranhão. A inauguração foi na noite de quarta-feira, 29, com a presença do governador Helder Barbalho, do prefeito Darci Lermen e demais autoridades municipais.

São 26 salas de aula, laboratório multidisciplinar, biblioteca, dois auditórios, dois laboratórios de informática, direção, coordenação pedagógica, sala dos professores e arquivo. A nova escola também possui um ginásio poliesportivo, sala de educação física, vestiários, recreio coberto, além de equipamentos que propiciam a acessibilidade às pessoas com deficiência (PCDs).

Desde janeiro de 2019, esta é a 104ª unidade de ensino entregue pelo Governo do Pará. “Festejo este investimento, que se soma à Escola irmã Dulce já entregue por nós. Estaremos também entregando agora em agosto a Escola Eduardo Angelin. Acabamos de reiniciar as obras da Escola Janelas para o Mundo, com mais 12 salas de aula. Portanto, um conjunto de investimento para Parauapebas, para o sul do Pará”, frizou o governador.

Para Darci Lermen, a inauguração de mais uma escola estadual representa um grande avanço para Parauapebas. “Nós estamos muito felizes porque estamos recebendo uma estrutura extraordinária, uma estrutura onde cabem de três a quatro mil alunos. Isso é muito importante para nós porque há uma deficiência muito grande para alunos do ensino médio e essa escola vem suprir uma necessidade extraordinária”, reconheceu o prefeito.

Quem foi Serafim Fernandes da Silva?

Nascido em 04 de setembro de 1964, na cidade de Matias Olímpio, no Estado do Piauí, o professor Serafim Fernandes da Silva chegou a Parauapebas no final de 1986, quando a cidade ainda era um distrito de Marabá. Nessa época, havia grande necessidade de contratar profissionais para atuarem na educação.

Com formação inicial no Magistério de 1º grau, Serafim Fernandes foi contratado para lecionar nas escolas municipais e estaduais com turmas de 1ª a 4ª série e de 5ª a 8ª série, nas disciplinas de História e Geografia.

Considerado um excelente profissional, era muito organizado em relação às aulas e sempre dedicado com a formação dos estudantes como cidadãos. Era apoiador do processo de emancipação do município de Parauapebas. Esteve à frente das lutas educacionais, foi ativista em busca de uma educação de qualidade e atuou em movimentos referentes à busca de melhorias nas condições do ambiente escolar.

Em sua formação inicial, sempre estava em busca de aprimoramento e, ao longo de sua vida profissional, recebeu titulação de Licenciatura Especial de Formação Pedagógica – Cefop e participou da Formação de Gestores em Educação pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Além disso, graduou-se em Licenciatura em História, atuando como professor e gestor em diversas escolas, sendo elas: Chico Mendes, Carlos Drummond, Carlos Henrique, Irmã Dulce e seu último trabalho foi à frente da Escola Estadual Cecília Meireles.

“CNH Pai D’Égua’ e Emater

Durante a cerimônia de inauguração da Escola Serafim Fernandes, houve a entrega de 27 carteiras de habilitação pelo programa “CNH Pai D’Égua”, um Programa do Governo do Estado que garante a emissão gratuita da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para pessoas de baixa renda inscritas no CadÚnico, com o objetivo de promover a inclusão social, além de fomentar a geração de renda por meio do acesso à habilitação.

A comitiva do governador também participou da entrega da reforma do prédio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) e de uma caminhonete para reforçar o trabalho da equipe no município que atende 400 famílias agricultoras.

O prédio teve reconstruídos o telhado e o piso, recebeu serviço de pintura nas áreas internas e externas, ampliação de muro, instalação de calçada com acessibilidade e ganhou mobiliário novo, como mesas, cadeiras e armários.

Texto: Marcelo Duarte – Fotos: Elienai Araújo

Deo Martins