Foto: Reprodução

Segundo o Tribunal de Justiça do Pará, a advogada Glaucia Rodrigues Brasil Oliveira foi condenada a 44 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão. Ela foi presa em dezembro de 2017, junto com o marido, Leonardo, major da Polícia Militar.
Glaucia Oliveira foi procuradora do município de Tucuruí.
Ela foi acusada pelo Ministério Público do Pará (MPPA) de envolvimento em operações ilegais de reintegração de terras. Também de clonagem para vendas de carros roubados.
A ré foi julgada por receptação, constituição de milícia privada, extorsão, corrupção passiva, lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, incêndio e falsidade ideológica.
Por ela ter descumprido medidas cautelares durante o processo, Glaucia não terá direito de recorrer em liberdade.
Reportagem: DOL

Comentários do Facebook