Ratos e morcegos invadem escola em Marabá

Falta de infraestrutura da instituição foi alvo de protesto na rodovia BR-222.
Seduc informa que escola será incluída em cronograma de manutenção.

Estudantes denunciam uma infestação de ratos e morcegos no prédio da Escola Estadual Walquise da Silveira Viana em Marabá, no sudeste do Pará. Os alunos protestaram contra a falta de infraestrutura da instituição, interditando os dois sentidos da rodovia BR-222 na segunda-feira (24).

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou em nota que vai fazer um levantamento da situação e incluir a escola no cronograma de manutenção dos prédios escolares. Sobre os morcegos, a secretaria informou que a direção da escola deve pedir a retirada dos animais ao Centro de Controle de Zoonoses de Marabá nos próximos dias.

Os alunos do turno da manhã reclamam que encontram as salas de aula e carteiras cobertas por fezes e urina de morcego quando chegam à escola. “A escola foi infestada por morcegos e ratos. Os alunos não conseguem estudar porque o cheiro é enorme”, diz a estudante Karoline Cunha.

As aulas do turno da noite foram prejudicadas pela situação. “Tem horas em que é preciso sair com a turma, principalmente à noite. Fica um (aluno) catando os morcegos, tira, bota lá pra fora. Sexta-feira eu tive que sair da sala porque não tive condições de dar aula pela presença de morcegos”, conta a professora Edna Maria Viana.

Para tentar afugentar os morcegos, os próprios alunos chegaram a retirar parte do forro das três salas de aula mais prejudicadas e funcionários colocaram lâmpadas acima do forro, mas o problema não foi resolvido. A falta de estrutura do prédio também é alvo de reclamações.

“Há mais de oito anos a gente vem sofrendo com esse descaso. Ninguém consegue resolver o problema”, afirma o estudante Júnior Neves.

Reportagem: G1

Deo Martins

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.