Queda de aeronave deixa quatro mortos em Belém

 Queda de aeronave deixa quatro mortos em Belém

Foto: Everaldo Nascimento/O Liberal

Quatro pessoas morreram na queda de uma aeronave de pequeno porte no início da tarde deste sábado (2) em uma área de mata fechada próximo à Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), no bairro da Terra Firme, em Belém. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, as vítimas são três homens e uma mulher.

Ainda segundo os Bombeiros, a aeronave apresentou problemas mecânicos antes de cair. O último corpo foi encontrado logo após as 16h30 a 300 metros do  local do acidente e foi identificado como Ronaldo Canavarro, comandante do avião. Familiares e amigos das vítimas estiveram no local, mas não quiseram falar com a imprensa.

O avião estava sendo utilizado para realizar saltos de paraquedas e decolou do Aeroclube do Pará no início da tarde de hoje. Uma das vítimas também foi identificada como Douglas Dourado, que era instrutor de saltos. Amigos e parentes deixaram mensagens de conforto no Facebook dele. Horas antes do voo, Douglas também realizou um check in na rede social em que aparecia no Aeroclube. Também já foram identificados os corpos de Reginaldo Alves Pinheiro, de 52 anos, e da filha dele, Lara Pinheiro, de 22 anos, que eram praticantes de saltos.

Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar estiveram no local 20 minutos após o acidente com a aeronaves para realizar a localização dos corpos. O Corpo de Bombeiros realizou buscas no local para encontrar a quarta vítima do acidente, que estava a cerca de 300 metros do local da queda da aeronave. Segundo informações do Ciop (Centro Integrado de Operações), as primeiras informações davam conta de que havia sete pessoas na aeronave.

Uma equipe do Seripa I (Primeiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), da Aeronáutica, esteve no local do acidente para começar as investigações. Os corpos já foram removidos por uma equipe do Centro de Perícias Renato Chaves.

Durante coletiva à imprensa no início da noite de hoje, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Centro de Perícias Renato Chaves deram mais detalhes sobre  o acidente. O coordenador de perícias do CPC, Paulo Roberto Bentes, disse que o órgão destacou uma equipe para realizar a necropsia nos corpos e liberá-los o mais rápido possível para as famílias. O tenente Sandro Nazareno, da Polícia Militar, disse que o avião não explodiu e alertou para uma foto que circulou nas redes sociais como se fosse do acidente. Os órgãos de segurança não souberam informar detalhes sobre as condições mecânicas da aeronave e o licenciamento da mesma.

Por: Redação ORM News com informações de Dandara de Almeida e Enize Vidigal/O Liberal

Deo Martins

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.