Convênio entre Projeto Novo Estado e Prefeitura de Anapú irá melhorar disponibilidade de água para moradores da Vila Isabel

 Convênio entre Projeto Novo Estado e Prefeitura de Anapú irá melhorar disponibilidade de água para moradores da Vila Isabel

Para oferecer melhorias de saneamento à uma comunidade no município de Anapú, no Pará, o Projeto Novo Estado (PNE), de responsabilidade da ENGIE Brasil Energia, concretizou um convênio com a Prefeitura Municipal, tendo como anuente a AMPRUVI – Associação dos Moradores e Agricultores da Vila Isabel – para melhorar a captação e distribuição de água na localidade. Esse investimento foi definido a partir do diálogo permanente com as comunidades, baseado na Política de Gestão Sustentável e de Responsabilidade Social da ENGIE, e centrado nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Aproximadamente 200 famílias não contavam com água encanada na Vila Isabel. Por meio do convênio, a ENGIE forneceu os materiais para a Prefeitura executar a obra. Entre as atividades realizadas estiveram a escavação de um poço para captação da água e o encanamento de distribuição, levando a água para as residências.

Para Raimundo Carlos Gomes da Silva, agricultor e membro da associação, o projeto é muito importante para a Vila e ajudou muitas famílias que estava sem a acesso ao recurso. “A comunidade está satisfeita com o trabalho que foi concluído e o que a gente espera é que melhore mais. A água foi muito boa para o povo e estamos aplaudindo o projeto”, elogiou.

Promover ações que contribuam para o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida das comunidades do entorno é um direcionador estratégico do Projeto Novo Estado. “Com este projeto, viabilizamos o anseio de uma comunidade que sonhava em ter água encanada em casa. O saneamento é questão essencial para o desenvolvimento social e, apesar de parecer simples, melhora a qualidade de vida da população local”, afirmou Paulo Muller, Gerente de Implantação do Projeto Novo Estado.

Sobre o Projeto Novo Estado

O Projeto Novo Estado (PNE), em implantação nos estados do Pará e Tocantins, conta com linhas de transmissão com mais de 1.800 km de extensão, interceptando 24 municípios dos dois estados. O projeto inclui uma nova subestação e a expansão de outras três já existentes, e terá uma capacidade energética de 3350 MVA, proporcionando mais desenvolvimento e qualidade de vida para a região Norte do País.

Samara Batista – Gaby Comunicação

Deo Martins