Agentes da PRF são presos na operação ‘Cupinzeiro’, no Pará

Sete pessoas foram presas em Belém, entre elas dois agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), e 14 no município de Dom Eliseu, no sudeste do Pará, nesta terça-feira (12). As prisões fazem parte da operação “Cupinzeiro”, da PRF em parceria com a Polícia Federal, Ministério Público Federal (MPF) e Estadual (MPPA) no Pará, Maranhão, Sergipe e Piauí.

Segundo as investigações, os agentes da PRF são acusados de formar um esquema para facilitar o transporte de madeira ilegal nas estradas federais. Os policiais rodoviários informavam os pontos de fiscalização e até as operações que seriam realizadas.

A operação cumpriu 55 mandados, de prisão, condução coercitiva, quando a pessoa é conduzida para prestar depoimento, e de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal deParagominas em nove municípios do Pará e nos demais estados.

Além dos agentes da PRF, o alvo da operação é uma organização criminosa que tem a participação de madeireiros, fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Dom Eliseu e transportadores de madeira.

Todo o material apreendido, como computadores e documentos, foi encaminhados para a sede da Polícia Federal em Belém.

Rota do crime
A rota do transporte ilegal era entre o nordeste e o sul do estado, principalmente na rodovia BR-010, a Belém-Brasília. As investigações começaram em julho de 2015 e até a descoberta do esquema, cerca de 10 caminhões de transporte de madeira ilegal passavam por dia sem fiscalização pelo local.

Em dezembro de 2015, um posto de fiscalização da PRF em Dom Eliseu foi depredado por esta organização criminosa. Na época acontecia uma operação de combate a crimes ambientais. A região é uma área estratégica de escoamento de transporte ilegal de madeira.

Reportagem: G1

Deo Martins

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.