Deputada Simone Morgado pede exoneração de Asdrubal Bentes do Incra

 Deputada Simone Morgado pede exoneração de Asdrubal Bentes do Incra

foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

A Deputada Federal Simone Morgado teve seu pedido negado por Jader Barbalho

A informação foi colhida em Brasília, precisamente em gabinete de importante correligionário do senador Jader Barbalho.

Buscando checar informes dando conta de que o ex-deputado Asdrubal Bentes estava sendo demitido da Superintendência do Incra do Sul do Pará, o blogueiro acabou descobrindo fatos políticos envolvendo a queda de braço da deputada federal Simone Morgado (foto) e a direção regional do PMDB.

Tudo começou quando soou o alarme dando conta de que o ato de exoneração de Adrubal estava na mesa do presidente do Incra, Leonardo Góes, para assinatura.

Diversas ligações feitas a fontes em Brasília permitiram esclarecimentos bem mais do que o blog desejava.

Primeiro, o ato de demissão de Mendes estava realmente na mesa de Goés.

Segundo – e mais impactante : Simone Morgado era a autora do pedido de exoneração.

Numa rápida investida à própria sede do Incra, em Marabá, semana passada,  o blogueiro procurou falar com Asdrubal Bentes.

A informação repassada era de que ele não estava em Marabá. Tinha ido a Brasília tratar de assuntos do órgão e manter consulta médica.

Abre parenteses.

Asdrubal, na semana anterior, fora levado às pressas para hospital com suspeita de problemas cardíacos.

Fecha.

Num dos gabinetes do Incra, um servidor antigo da instituição, ao ser indagado sobre a exoneração de Mendes, disse que haviam comentários vindo do Incra nacional dando conta de que Simone lutava pela queda do atual superintendente.

Mais: a animosidade da deputada deve-se a negação de Asdrubal em nomear para a superintendência do Sul do Pará dois apadrinhados dela (Simone).

“Os nomes oferecidos pela parlamentar destinavam-se a operacionalizar esquemas. O receio dos técnicos, colocado, inclusive, ao próprio Asdrubal, era de que estourasse algum escândalo aqui dentro”, disse a fonte.

Ou seja, os nomes indicados por Morgado foram rejeitados, criando o clima beligerante entre ela e o dirigente do Incra.

A demissão de Asdrubal foi abortada aos 47 minutos do segundo tempo.

Um telefonema do senador Jader Barbalho ao presidente do Incra evitou o fechamento do caixão, com Asdrubal dentro.

A fonte de Brasília ouvida pelo blogueiro adianta ainda que, durante a conversa de Jader com Goés, este teria justificado o encaminhamento da demissão de Asdrubal:

– Senador, eu ia atender o pedido da deputada levando em consideração ser a mesma sua esposa.

Certamente, Jader deve ter respondido: – Não, ela não é mais minha esposa.

O desdobramento de tudo isso levou Simone Morgado a votar contra o projeto de terceirização .

Em explicito confronto com a direção estadual do PMDB, Morgado decidiu pelo voo solo, distanciada agora da orientação  da família Barbalho, da qual até poucos dias ela fazia parte como companheira do senador Jader.

Matéria: portalparanews

Deo Martins

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.