INSS começa a pagar 2ª parcela do 13º salário

 INSS começa a pagar 2ª parcela do 13º salário

Foto: divulgação

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Serviço Social (INSS) começaram a receber, desde a última quinta-feira (24), a segunda parcela do 13º salário. Os primeiros a receber serão os segurados que ganham até um salário-mínimo. Os que recebem acima do salário-mínimo terão seus benefícios creditados a partir do dia 1º de dezembro. O calendário segue até o dia 7 do próximo mês.

O valor vem acompanhado do desconto do Imposto de Renda, para os benefícios que se encontram na faixa em que o imposto incide. A primeira parcela do 13º salário dos beneficiários do INSS foi creditada na folha de agosto. O valor gasto para o pagamento da primeira parcela foi de R$ 18,2 bilhões. A despesa com o pagamento da segunda parcela do abono anual é de R$ 18,4 bilhões, segundo o órgão.

PROPORCIONAL

De acordo com a lei, tem direito ao 13º salário do INSS quem, durante o ano, recebeu benefício previdenciário, como aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão ou salário-maternidade. No caso de auxílio-doença e salário-maternidade, o valor do abono anual será proporcional ao período recebido. Aqueles que recebem benefícios assistenciais (Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social – BPC/Loas e Renda Mensal Vitalícia – RMV) não têm direito ao 13º. Os segurados da Previdência Social já podem consultar as datas de pagamento dos benefícios em 2017. O novo calendário do INSS já está disponível para consulta na página da Previdência Social.

5 DICAS PARA USAR SEU 13º SALÁRIO

Dinheiro extra, no geral, não precisa ser utilizado para fazer novas compras, pode ser poupado.

É preciso fazer um diagnóstico financeiro, ou seja, anotar todos os gastos ao longo de um mês. Sabendo o montante das dívidas e recursos, é mais fácil descobrir o que fazer com o 13º.

Se estiver endividado, antes de sair usando o 13º para pagar, converse com o credor e tente renegociar, para conseguir descontos e/ou melhores condições de pagamento.

Para quem quer investir, a opção mais indicada para utilizar o 13º é aquela que cabe no seu bolso. Converse com o gerente do seu banco sobre as melhores opções de investimentos, como poupanças, LCI, etc.

Evite novas dívidas parceladas que vão se acumular no ano que vem. Lembre-se que vários impostos, como IPVA e IPTU, são pagos nos primeiros meses do ano.

CONSULTA

DÚVIDAS

Em caso de dúvidas sobre data e valor do pagamento, o beneficiário pode ligar para a Central 135 ou consultar o Extrato de pagamento de benefícios, no site.

Reportagem: DOL

Deo Martins

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.