Vereador Miquinha solicita a construção de um autódromo em Parauapebas

 Vereador Miquinha solicita a construção de um autódromo em Parauapebas

Impulsionar o setor econômico e turístico da cidade, este é o principal objetivo da Indicação Nº 212/22, do vereador Israel Pereira Barros, o Miquinha. A proposição, que solicita a construção de um autódromo no município, apresentada nesta terça-feira, 24, na sessão legislativa da Câmara de Parauapebas, foi assinada em conjunto com os vereadores Josivaldo da Farmácia, Joel do Sindicato, Rafael Ribeiro, Rayanny Rodrigues, Elias da Construfort, Zacarias e Francisco Eloécio.

Assim que pronto, o local será um grande gerador de emprego e renda, uma vez que fortalecerá o setor turístico em ramos como: hotéis, conveniências, comércio, setor alimentício e de transportes. “O turismo interessa muito ao setor público, uma vez que ele gera emprego e renda, dinamiza a economia, gera impostos, que são revertidos para saúde, educação, obras e qualidade de vida, sendo uma poderosa alavanca para o desenvolvimento do município, desde que planejado e bem estruturado”, ressaltou Miquinha.

Para o parlamentar, o autódromo, aliado a uma estrutura urbana de qualidade é um excelente atrativo, já que é preparado para a realização de competições de velocidade ou performance em geral. “Seja veículos automotores, do automobilismo ou motociclismo, que incluem desde caminhões, motocicletas, carros, e outros veículos especialmente modificados”.

Turismo e economia

Segundo dados do Sebrae o turismo é hoje um dos maiores impulsionadores da economia no mundo, um em cada dez empregos e 10% do PIB mundial são gerados por este segmento. Porém, não basta apenas um ponto turístico para atrair negócios e turistas. É preciso pensar na coletividade, assim sendo, um bom destino não é só aquele tem uma boa infraestrutura e um bom atendimento, é preciso buscar excelência, sendo melhorado continuamente, afinal de contas, as pessoas não viajam em busca de um único segmento.

Os dados apontam que o destino tem que ser estruturado num todo, porque, na verdade, o viajante busca usufruir da alma, da identidade do território visitado. Então, é necessário que o local de passeio tenha uma boa infraestrutura, com ruas com boa locomoção, limpeza, saneamento básico, segurança e locais que favoreçam a prática das mais diferentes atividades.

A Gestão Pública tem que fazer sua parte e investir no município, na sua infraestrutura, em pontos atrativos e na qualidade de vida de seu povo. Pois, a pessoa não vem aqui só para se encontrar dentro do hotel, vem para viver nossa coletividade”, lembrou Miquinha.

Segundo o vereador, os municípios que privilegiam primeiramente a qualidade de vida, são cidades e destinos turísticos inteligentes, agindo para aprimorar e se tornar um local que gere qualidade de vida e conforto para moradores e visitantes. “Uma cidade só é boa para o visitante, quando ela é primeiro uma boa opção para os moradores”, pontuou.

Rosiere Morais

Deo Martins