Produtores rurais de Parauapebas participam de capacitação sobre o manejo de ovelhas

 Produtores rurais de Parauapebas participam de capacitação sobre o manejo de ovelhas

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror), em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas (Siproduz), realizaram nos dias 26 e 27 de maio no Parque de Exposições Lázaro Vieira Neto (FAP), o curso de Sanidade Animal e Planejamento Estratégico da Ovinocultura. O evento foi direcionado aos produtores cadastrados no Programa de Pequenos Animais desenvolvido pela Sempror e fez parte da programação de encerramento da FAP Cidadania, no qual esteve incluída do mês de aniversário de Parauapebas.

O curso foi ministrado pelo médico veterinário e coordenador do setor de ovinocultura do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), campus da cidade de Araguatins, o professor Alfonso Siqueira D’Império.  A proposta foi capacitar os produtores rurais, sobre as técnicas da ovinocultura, carga animal (pesagem), pastagem, além de orientações que contribuam para aumento da criação de ovelhas, garantindo que a produção possa atender os três pontos do equilíbrio econômico, o social, a economia local e a preservação ambiental.

Além do conhecimento teórico e prático, os participantes, saíram daqui com informações sobre as técnicas de silagem e fenação, que compreende a alimentação dos animais de acordo com cada período do ano, e uma bagagem sobre o aprimoramento genético de raças ideias para a região”, detalhou a coordenadora do Programa de Pequenos Animais, Eulian Aguiar. Após todo conhecimento adquirido, os produtores rurais receberam certificação.

A ovinocultura é parte da zootecnia que trata do estudo e da criação de ovelhas e o principal objetivo é ampliar a produção, seja na forma de carne, leite e a lã extraída destes animais. O estado do Pará, ocupa o 2º lugar no ranking de abates de ovinos da produção nacional, ficando atrás apenas do estado do Rio Grande do Sul. Os dados mostram que em 2020 e 2021, a economia voltada para o manejo desse tipo de produção, cresceu em 46,70%, saltando de 4,3 mil animais para 6,3 mil, segundo levantamento do Mapa realizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Parauapebas tem investido cada vez mais em novas matrizes econômicas voltadas à produção rural, a intenção é fazer com que a região tenha várias opções de renda direcionadas aos produtores que queiram investir. Para saber mais sobre o Programa de Pequenos Animais, e como fazer parte da produção de ovinocultura, os interessados podem procurar a Sempror de segunda a sexta-feira, de 8h às 14h, na Rod. Faruk Salmem, Qd. I, Lt. 3-8, Loteamento Porto Seguro. Telefones: (94) 3346-8220 / 3346-8180.

Texto Cleidi Rodrigues – Ascom   – Fotos – Sempror

Deo Martins