Aeroportos do Pará serão leiloados nesta semana; veja quais!

 Aeroportos do Pará serão leiloados nesta semana; veja quais!

Aeroporto Internacional de Belém, em Val-de-Cans, será um dos disponibilizados para leilão nesta quinta (18) | Reprodução/Infraero

Desde 2011, o setor aéreo comercial brasileiro tem vivido uma nova realidade com as políticas de privatização de aeroportos por todo o país. A mudança da administração dos terminais em diversas cidades do Brasil foi necessária com vistas aos grandes eventos que aconteceriam nos anos seguintes, como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em 2016.

Desde então, dezenas de aeroportos foram cedidos à iniciativa privada. Na 7ª rodada de concessões, que será realizada na próxima quinta-feira (18), 15 aeroportos, sendo cinco deles no Pará, serão disponibilizados para leilão.

Os ativos serão concedidos à exploração privada por 30 anos. Esta será a terceira licitação de aeroportos em blocos, ou seja, de uma vez, serão leiloados dois ou mais aeroportos de uma vez.

O leilão poderá ser acompanhado, em tempo real, pelo canal da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) no YouTube ou pela TV B3. O certame tem previsão de atrair cerca de R$ 7,2 bilhões em investimentos.

PARÁ

No Pará, os aeroportos que irão a leilão são os que estão localizados nas cidades de Belém, Santarém, Marabá, Parauapebas e Altamira.

Segundo o Governo Federal, o terminal aéreo de Belém está no bloco Norte II, ao lado do aeroporto de Macapá (AP), com investimento previsto de R$ 875 milhões para ambos. O de Belém, hoje administrado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), receberia R$ 741 milhões.

BLOCOS LEILOADOS

– Bloco SP-MS-PA-MG

Composto pelos aeroportos de Congonhas (SP); Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul (MS); Santarém, Marabá, Parauapebas e Altamira, no Pará (PA); Uberlândia, Uberaba e Montes Claros, em Minas Gerais (MG);

– Bloco Aviação Geral

Formado pelos aeroportos Campo de Marte (SP) e Jacarepaguá (RJ);

– Bloco Norte II

Integrado pelos aeroportos de Belém (PA) e Macapá (AP).

Dol

Deo Martins