Para marcar o Dia Mundial de Luta contra a Aids, a Prefeitura de Parauapebas irá lançar neste sábado, 1º de dezembro, a Campanha de Combate à Aids com o tema “Tratar é garantir a vida”. Será na Praça de Eventos, das 8 às 12horas.
A ação é promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde e da Coordenação de IST/AIDS e HV. E conta com o apoio das secretarias municipais da Mulher (Semmu), de Assistência Social (Semas), de Urbanismo (Semurb), do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT), da Pastoral da Aids e de acadêmicos do curso de enfermagem da Faculdade Master de Parauapebas (Famap).
A ação visa alertar a população sobre a epidemia do HIV/Aids. Informar acerca das formas de prevenção contra a infecção pelo HIV, bem como as medidas de controle para diminuir os casos de óbitos por causa Aids
No lançamento da campanha, serão realizadas ações como testagem rápida, distribuição de preservativos e orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis.
Durante o mês de dezembro, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) das zonas urbana e rural realizarão atividades educativas e testagem rápida.
30 anos de luta contra o HIV/Aids
O Brasil chega aos 30 anos de luta contra o HIV e Aids com registro de queda no número de óbitos causados pela doença. Segundo o novo Boletim Epidemiológico, divulgado na última terça-feira, 27, em Brasília, em quatro anos a taxa de mortalidade pela doença passou de 5,7 por 100 mil habitantes, em 2014, para 4,8 óbitos em 2017.
A garantia do tratamento para todos, lançada em 2013, e a melhoria do diagnóstico contribuíram para a queda, além da ampliação do acesso à testagem e redução do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento. O Ministério da Saúde também lançou uma nova campanha publicitária lembrando os 30 anos do Dia Mundial de Luta contra a Aids.
Indicadores em Parauapebas
Em Parauapebas, os indicadores epidemiológicos seguem à semelhança do parâmetro nacional. Segundo dados registrados no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) em IST/AIDS e Hepatites Virais, em 2017 foram notificados 158 casos novos de HIV/Aids, no município. Até o mês de novembro deste ano foram notificados 132 novos casos, dos quais 82 são casos de HIV e 51, de Aids.

Comentários do Facebook