A Fazenda Santa Clara vem sendo ocupada desde 2016

Policiais militares de Parauapebas deram apoio ontem, quinta-feira, 13, ao mandado de reintegração de posse da Fazenda Santa Clara. A propriedade, que desde 2016 vem sendo ocupada por Integrantes do Movimento Sem Terra (MST), é localizada no município de Marabá, mas geograficamente fica mais próxima de Parauapebas.
Homens do Grupamento Tático da Polícia Militar e uma ambulância do Corpo de Bombeiros chegaram à fazenda por volta das 11 horas. Os militares percorreram cerca de um quilômetro a pé até o acampamento montado pelos trabalhadores rurais na sede da fazenda.
Dois oficiais de Justiça da Vara Agrária de Marabá trouxeram a liminar de reintegração de posse da área e conversaram com os acampados. A desocupação aconteceu de forma pacífica. Esta foi a segunda vez só este ano que a área é reintegrada. Em junho, 168 famílias foram retiradas da propriedade durante uma operação que cumpriu mandados de reintegração de posse em várias fazendas no sudeste do Pará.
Pouco tempo depois, segundo os donos da Santa Clara, pelo menos 50 famílias retornaram para área e ocuparam a sede da fazenda. Os barracos montados pelos ocupantes foram destruídos e todos tiveram apoio para transporte para outra área.
Integrantes do MST, que sempre reocupam a fazenda, dizem que a área é grilada da União. Por isso, insistem que ela seja desapropriada para assentar famílias sem terra.
Reportagem: Tina Santos – com informações de José Neves

Comentários do Facebook