Na tarde deste domingo (12), a Polícia Militar tirou de circulação uma quadrilha que planejava assaltar uma empresa de transportes de valores em Parauapebas.
A ação dos policiais se deu depois de uma denúncia anônima, onde o informante deu detalhes sobre um bando que se encontrava reunido em uma casa em frente a Prossegur, empresa de transportes localizada no bairro Amazônia.
Uma equipe comandada pelo tenente Freitas se deslocou até o endereço informado, e se depararam com uma caminhonete Hilux preta, placas JUM-0243, que havia sido roubada na noite anterior no bairro VS-10, quando ao abrir o portāo de sua residência, o proprietário foi surpreendido e rendido por quatro homens que fizeram ele e a família como reféns por quase meia hora, enquanto pegavam jóias, computadores e utensílios na residência.
Ao entrarem na residência, os policiais foram surpreendidos por seis assaltantes e iniciou-se uma troca de tiros. Quatro assaltantes foram atingidos e outros dois conseguiram fugir, levando um dos baleados.
Os três assaltantes feridos na troca de tiros foram socorridos e levados até o Hospital Geral de Parauapebas, onde chegaram sem vida, e até o momento não foram identificados.
Um falto curioso mencionado pelo tenente Freitas, foi que os bandidos evitavam colocar o lixo para fora, para não chamar atenção de vizinhos da região.
No interior da residência onde os bandidos estavam escondidos, foram encontrados cilindros de gás que, provavelmente seriam usados para abrir os cofres da empresa de transporte de valores, um revolver calibre 32, uma pistola calibre 380, um simulacro de uma pistola e pertences dos familiares que teve a caminhonete roubada na noite de sábado.
Freitas, agradeceu a participação da população. “A população denunciou a quadrilha e a polícia fez sua parte. Vocês, populares, são nossos olhos na cidade. Agradecemos a participação de vocês”.
Quadrilha é de fora – A polícia revelou à equipe de reportagem, que os bandidos são de fora. Um seria de Rondônia, outro de Goiás e um de Marabá, o restante do bando ainda não se sabe, mas a PM acredita que eles chegariam mais à frente à Parauapebas com o restante do armamento pesado e dinamites para efetuar o roubo.
Déo Martins, com informações de Caetano Silva e fotos do portal PapoCarajás e WhatsApp.

Comentários do Facebook