A torcida aguiana liberou o grito que estava preso na garganta há quatro jogos.  E gritou gol por duas vezes durante a partida Águia x Paragominas. O jogo válido pela sétima rodada do Paraense 2018 aconteceu na noite de ontem, 22, e marcou a estreia do Azulão no estádio Zinho Oliveira, que passou por uma reforma geral.

O estreante Elton demonstrou fome de gol e abriu o placar logo aos 13 minutos de jogo, levando a torcida à loucura. Esse foi o primeiro gol profissional do atleta, que é natural de Marituba, mas que não terminou nem o primeiro tempo em campo. Em uma divida de bola o atacante machucou o tornozelo. “Nós fizemos o nosso trabalho, infelizmente não pude ficar até o final, mas agradecemos o apoio da torcida e conseguimos um bom resultado”, avaliou Elton. Felipinho entrou no lugar de Elton e juntamente com Samuel e Erick di Maria continuou levando perigo ao campo adversário.

No segundo tempo, o zagueiro Marquinhos acabou expulso nos primeiros minutos de jogo. Mesmo com um a menos o Águia seguiu firme contra o Jacaré do Norte e aos 37 minutos, após o jogador do Paragominas Edinaldo cometer pênalti em Erik “Di Maria”, Felipinho converteu a cobrança e fechou a conta do jogo. “Entramos ligados no jogo, conseguimos fazer o gol e demos essa alegria para a torcida”, disse o jogador após o jogo.

Fechando o gol do Águia e se destacando por uma bela atuação esteve o goleiro Guibson. Todas as tentativas de ataque do Paragominas que chegaram à pequena área foram barradas por Guibson, que assumiu a posição de titular após o goleiro Bernardo desfalcar o time por contusão.

Com a vitória, o Águia vai a 7 pontos na classificação mas continua na quarta colocação do Grupo A1. O time ainda enfrenta o Remo, no dia 04/03, o Parauapebas, no dia 10/03 e o São Raimundo, dia 14/03. Segundo o técnico João Galvão: “Enquanto há vida há esperança, primeiro temos que nos distanciar da zona de rebaixamento e depois pensar na classificação. Conquistamos essa primeira vitória e ainda temos mais três jogos pela frente”, declarou o técnico.

As torcidas organizadas TOAM e Garra Azul fiel se encarregaram de fazer muito barulho, cantar e empurrar o time, além de muitos torcedores e apaixonados pelo Águia, que fizeram questão de acompanhar o jogo na reabertura do Estádio Zinho Oliveira. Representantes dos patrocinadores do Azulão também estiveram presentes e prestigiaram a atuação do time. O público total de torcedores foi de 1.120.