Projeto Esporte e Cidadania retorna às atividades ofertando diversas modalidades

 Projeto Esporte e Cidadania retorna às atividades ofertando diversas modalidades

O Projeto Esporte e Cidadania (PEC) que atende crianças e adolescentes de 4 a 17 anos de idade, retornou com suas atividades na manhã desta terça-feira, 9, em sete polos esportivos, divididos entre zona urbana e zona rural do município. O projeto é desenvolvido pela Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), com o objetivo de formar bons cidadãos através do esporte, que é um instrumento educacional de transformação e inclusão social.

Estamos retornando para mais um semestre com inúmeras disponibilidades de vagas das modalidades de inicialização esportiva para crianças e adolescente de 4 a 17 anos de idade. Verifique junto ao polo mais próximo de sua residência, ver a disponibilidade de vagas e garanta essa oportunidade para o seu filho”, afirma a Rosânia Correia, coordenadora do PEC, convidando e incentivando a prática esportiva.

O PEC conta com os polos do Ginásio Poliesportivo Islander Souza, no bairro Beira Rio, Complexo VS-10, Novo Brasil, Palmares Sul, Praça da Juventude, Complexo Esportivo Rio Verde e Vila Sanção. Atualmente, as escolinhas da Semel atendem 2.666 alunos de diversas modalidades esportivas. Os pais quando podem comparecem e acompanham o rendimento de seus filhos durante às atividades.

Eu tenho a minha menina de oito anos. No início do ano nós conseguimos fazer o cadastro no ginásio e desde então ela vem se adaptando muito bem nesse curso que é o ballet, desenvolvendo muito bem, não só o corpo, mas como a mente. Porque no decorrer do certo tempo do dia, ela vai para a escola e no outro ela está aqui, participando três vezes na semana”, disse Kássia Pinheiro, mãe de aluna que pratica o ballet.

O projeto conta com as modalidades: ballet, jiu-jitsu, judô, capoeira, karatê, xadrez, voleibol, bicicross, futsal e futebol de campo, tanto no masculino como no feminino. Uma das modalidades mais procuradas pelos pais dos alunos é o futebol de campo, onde os jovens sonham em ser jogador profissional e para isso contam com grandes profissionais que os auxiliam em busca desse objetivo.

A gente começou mais ou menos em março e eles tem avançado muito. A gente percebeu que dá tempo para recuperar, de alcançar os objetivos. Os pais têm que ficar atentos para estar trazendo para que eles possam conquistar o tão sonhado, que é ser jogador de futebol. Nós estamos aqui para receber todos”, frisa Januário Fernandes, professor da escolinha de futebol do PEC.

Logo no retorno das atividades, o campo de futebol do Complexo Esportivo, do bairro Rio Verde, onde as aulas são praticadas, recebeu um grande número de alunos, que acham importante a prática esportiva. “Tira a pessoa do sedentarismo na volta às atividades e não fica tão parada em casa”, diz Victor Kauan, zagueiro de 16 anos. Já Kaíke Oliveira, atacante de 15 anos, acredita que essa oportunidade é única para seguir seu sonho. “Muitos jovens não têm oportunidade assim e para mim eu estou seguindo meu sonho em ser jogador de futebol”, fala o jovem.

As aulas das modalidades da Semel são ministradas quatro vezes durante a semana e as matrículas estão abertas para todas as modalidades esportivas do Projeto Esporte e Cidadania, onde os pais ou responsáveis podem realizar as matrículas de forma gratuita em um dos sete polos ofertados pela Prefeitura de Parauapebas.

Texto: Fábio Relvas – Fotos: Renato Resende – Assessoria de Comunicação / PMP

Deo Martins