Rayfran Pontes e Thiego Marques foram destaques no Grand Prix de São Paulo de judô paralímpico

 Rayfran Pontes e Thiego Marques foram destaques no Grand Prix de São Paulo de judô paralímpico

Os dois judocas da cidade de Parauapebas, Rayfran Pontes e Thiego Marques, que estão compondo a Seleção Brasileira de judô paralímpico vem se destacando na modalidade e conquistando bons resultados. No sábado, 2, e domingo, 3, na disputa do IBSA Grand Prix de São Paulo, os judocas deram um show na capital paulista e conquistaram medalhas de ouro e prata, ajudando a seleção a conquistar o título da competição.

O importante torneio que garante pontuação para o ranking mundial, reuniu 77 atletas de 21 países no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, com a seleção conquistando 17 medalhas ao todo, sendo seis de ouro, três de prata e oito de bronze. O Cazaquistão ficou em segundo lugar somando sete medalhas com dois ouros, uma prata e quatro bronzes, enquanto que a Argélia foi a terceira levando dois ouros, uma prata e um bronze.

Rayfran Pontes se saiu bem na sua categoria J1 até 73 kg e atropelou seus adversários. O parauapebense lutaria a final diante do romeno Alex Bologa, mas o atleta sofreu uma lesão na panturrilha durante a competição e não encarou o judoca brasileiro, que ficou com a medalha de ouro e subiu no lugar mais alto do pódio. Com o resultado positivo, Rayfran pontuou no ranking mundial e está bem cotado para a disputa dos Jogos Paralímpicos de Paris 2024.

A importância dessa medalha é que ela soma pontos para o ranking para as paralimpíadas de 2024 da França. O resultado me coloca a frente dos outros concorrentes. Hoje eu sou o segundo melhor do ranking mundial entre todos os atletas da minha categoria e o planejamento agora é dobrar os treinos e focar mais, porque vem aí o Grand Prix Brasileiro comum, que vai ser em setembro e vai ser uma competição decisiva para o mundial, no Azerbaijão, em novembro”, afirma Rayfran Pontes.

Thiego Marques foi destaque na categoria J2 até 60kg, onde foi desbancando seus adversários até chegar na final e conquistar a medalha de prata para o Brasil. Thiego se sentiu dentro de casa, já que treina na Sociedade Esportiva Palmeiras. O jovem atleta foi revelado no Projeto Judô Solidário desenvolvido pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) e hoje conta com o apoio da Prefeitura de Parauapebas.

Foi uma medalha de prata com gostinho de ouro, pois foi uma vitória sobre três fortes países em nossa casa. Mais uma vez levando o nome da nossa cidade de Parauapebas, o nosso estado do Pará e o Brasil ao pódio. Com o resultado, estou em primeiro lugar no topo do ranking mundial em minha categoria, com a pontuação dessa importante medalha conquistada em São Paulo”, disse Thiego Marques.

A Seleção Brasileira de judô paralímpico já havia ganhado as duas etapas anteriores do circuito da IBSA (sigla em inglês para Federação Internacional de Esportes para Cegos), na Turquia e no Cazaquistão. Rayfran Pontes e Thiego Marques e mais os convocados da seleção estão treinando focados para o Mundial que será realizado entre os dias 7 a 9 de novembro, em Baku, no Azerbaijão. A competição será decisiva para a pontuação do ranking mundial.

Texto: Fábio Relvas – Fotos: Tuane Fernandes / CBDV – Assessoria de Comunicação / PMP

Deo Martins