Polícia Civil prende sete pessoas envolvidas na morte do vendedor de joias em Marabá

 Polícia Civil prende sete pessoas envolvidas na morte do vendedor de joias em Marabá

Os acusados pelo crime que vitimou Edilson Pereira – Foto: Redes Sociais

A Polícia Civil do estado do Pará, através das equipes da Superintendência Regional do Sudeste do Pará, delegacia da Cidade Nova, Núcleo de Apoio à Investigação, 21ª Seccional de Marabá e com o apoio das Polícias Civis do estado do Paraná, Goiás e Maranhão (DP Regional de Imperatriz e GPE), deflagrou a operação “GOLDEN”, na qual apura os crimes de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e subtração de bens, tendo como vítima o nacional Edilson Pereira de Sosusa.

Edilson Pereira era vendedor de joias e morava em Conceição do Araguaia – Foto: Divulgação

Na operação foram presos 07 pessoas, sendo 03 na cidade de Marabá/PA, 01 na cidade de Imperatriz/MA, 01 em Goiânia/GO e 02 na cidade de Foz do Iguaçu/PR.

Na cidade de Marabá/PA foram presos os nacionais M. F. M., a Sra. M. P. S. F. e A. C. M. V.

Na cidade de Imperatriz/MA fora preso o nacional B. G. B. F. Em Goiânia/GO fora preso o nacional R. F. A., no aeroporto internacional Santa Genoveva. Já em Foz do Iguaçu/PR foram presas as nacionais O. S. F. e G. F. B.

De acordo com a investigação, a motivação para o cometimento do delito fora para não pagar à vítima, uma dívida de R1.900.000,00 em que uma das investigadas era devedora. Além disso, ainda fora subtraído diversas jóias do ofendido, sendo estimado em mais de R$1.000.000,00.

A polícia apreendeu diversos objetos, como celulares e notebooks – Foto: Divulgação

A época, o crime causou grande repercussão, acarretando uma grande comoção social, principalmente na cidade de Conceição do Araguaia/PA, cidade esta que ele residia.

Por fim, policiais civis apreenderam diversos objetos que auxiliarão na conclusão da inquérito policial.

Com informações, Delegado Thiago Carneiro.

Deo Martins