Parauapebas e Tupã (SP) ficam no 0 a 0 pela Copa São Paulo de Futebol Júnior

 Parauapebas e Tupã (SP) ficam no 0 a 0 pela Copa São Paulo de Futebol Júnior

O Parauapebas Futebol Clube voltou a campo na tarde desta sexta-feira, 06, pela Copa São Paulo de Futebol Júnior. O Gigante de Aço encarou o time do Tupã (SP), anfitrião do Grupo 9 da competição nacional e ficou no empate sem golsA partida foi válida pela segunda rodada da fase de grupos da Copinha e disputada no Estádio Alonso de Carvalho Braga, o Alonsão, na cidade de Tupã, interior paulistano.

Antes da bola rolar no Alonsão, a arbitragem deu um minuto de silêncio em homenagem a Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé, que faleceu no último dia 29 de dezembro, vítima de um câncer no cólon. Com a redonda em jogo, o time paraense não se intimidou com os donos da casa e fez uma partida equilibrada. Em uma cobrança de falta para o PFC, Caroço encheu o pé e mandou por cima da meta adversária.

Ainda no primeiro tempo, após jogada ensaiada, a bola sobrou para o meia Patrick que de frente para o gol chutou por cima, perdendo um boa chance para o time paraense. No segundo tempo, a partida seguiu equlibrada e o PFC tendo chance de abrir o marcador. Depois de um bate e rebate, a bola sobrou para Melck que soltou o pé, mas a redonda se perdeu pela linha de fundo. O lance polêmico aconteceu aos 16 minutos, quando Mateuzinho, do Gigante de Aço, dividiu a bola com o goleiro adversário e foi derrubado dentro da área, a arbitragem mandou seguir. Os jogadores do PFC foram à loucura pedindo pênalti. Placar final: Tupã 0 x 0 Parauapebas.

Com o resultado, o PFC chegou aos quatro pontos dentro da chave e segue com grandes chances de classificação para a próxima fase, já que lidera momentaneamente. O Parauapebas Futebol Clube volta a campo contra o Velo Clube, também de São Paulo, na próxima segunda-feira, 09, às 13h, no Estádio Alonsão. O time paraense pode avançar com um simples empate diante da equipe paulistana.

Texto: Fábio Relvas – Fotos: Samuel Felipe – Assessoria de Comunicação / PMP

Deo Martins