Palestras com estudantes abrem programação da campanha 16 Dias de Ativismo

 Palestras com estudantes abrem programação da campanha 16 Dias de Ativismo

Na abertura oficial da programação a Prefeitura, por meio da Secretaria da Mulher (Semmu), realizou palestras voltadas aos estudantes. No auditório do Senai, os alunos da instituição puderam aprender sobre os avanços nas políticas públicas municipais, participaram de palestras sobre o Dia da Consciência Negra, dinâmicas e ainda de apresentações culturais.

De acordo com Secretária Adjunta da Mulher, Geisiane Soares, a campanha iniciou no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, e durante os 16 Dias Ativismo serão realizadas atividades na luta pela igualdade de gênero e racial, assim como a condenação de atos contra a violência de mulheres e meninas do município.

Estamos aqui envolvendo os alunos para entrarem nessa luta também, para que eles sejam multiplicadores da informação.  A programação segue até 10 de dezembro com diversas ações, como a do Laço Branco que busca sensibilizar os homens pelo fim da violência contra a mulher”, destaca a gestora.

Para a Jaqueline de Souza, estudante e jovem aprendiz que participou do evento, o momento trouxe uma reflexão sobre o assunto.

Trazer isso para dentro da sala de aula é importante para que a gente possa abrir mais a mente.  A gente pode sair daqui e levar para casa, ajudando também as outras pessoas de fora que não tem esse conhecimento, não tem essa oportunidade que nós estamos tendo”, declarou Jaqueline.

A coordenadora do Programa Social de Inclusão (Psai) do Senai, Deusely Salgado, destaca que envolver os alunos nestes temas é necessário e a prefeitura é parceira nesse processo.

Quando a gente fala de inclusão, a gente fala que todos nós somos iguais. Mostrar isso para eles, para que eles possam enxergar, possam desenvolver, não só aqui dentro da instituição, mas também levando para área industrial, para sua casa e para sua família”, ressalta a coordenadora.

A campanha

É uma campanha anual e internacional que começa no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela eliminação da Violência contra as Mulheres e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil começa no dia 20 de novembro, quando se comemora o Dia da Consciência Negra.

Em Parauapebas, a campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra Mulheres e Meninas”, foi instituída pela Lei 4.873 de junho de 2020.

Texto: Liliane Diniz – Fotos: Orion Lima

Deo Martins