Netflix vai cobrar pelo compartilhamento de senha. Entenda!

 Netflix vai cobrar pelo compartilhamento de senha. Entenda!

A Netflix emitiu um comunicado com as mudanças. | Reprodução

A Netflix está dando um ultimato para quem divide a senha do serviço com vários amigos e parentes. A “farra” já tem data para acabar: 2023.

A gigante do streaming disse, em um comunicado oficial, que seu foco para o ano que vem será “fazer dinheiro“. Para isso, implantará duas medidas principais: contas com publicidade e “compartilhamento pago” -taxas extras para quem emprestar a assinatura para pessoas que não moram na mesma casa.

No início deste ano, a Netflix sentiu o impacto de perder um milhão de clientes em todo o mundo em apenas três meses. Isso fez a empresa se mexer e, nesta terça-feira (18), anunciou 2,4 milhões de novos assinantes no último trimestre. Seguindo em frente, o objetivo para 2023 é colocar em prática os planos de “monetizar o compartilhamento de contas” de forma mais ampla.

TAXA EXTRA

Em março deste ano, a empresa já começou a testar uma medida chamada “Membro Extra“, para cobrar a mais daqueles assinantes que dividem a conta com pessoas que não residem juntas. Inicialmente implantada no Peru, Chile e Costa Rica, deve começar a chegar para todos -inclusive no Brasil- nos próximos três meses.

Ainda não se sabe o quanto isso afetará o bolso do brasileiro. Dependendo do país, a taxa pode ficar entre US$ 2,12 (cerca de R$ 11) e US$ 3 (R$ 15) extras.

MIGRE TODO SEU PERFIL

Outro avanço em direção aos propósitos da Netflix está na recente atualização de transferência de perfil entre assinaturas. A medida, que está sendo liberada globalmente aos poucos, facilita a criação de novas contas para quem está saindo de uma assinatura compartilhada -seja para atender as novas regras, ou mesmo após uma separação ou briga com a família.

Assim, é possível levar seu perfil intacto -com todo o histórico, jogos, listas de títulos salvos e até o episódio em que parou nas séries. Isso deixa clara a intenção da empresa em fazer uma transição mais amigável nesta ruptura, marcada para janeiro de 2023, com o fim do compartilhamento de senhas.

CONTA ‘BARATINHA’

No mesmo comunicado, a Netflix confirmou a data de lançamento da nova assinatura “baratinha“, com publicidade, em 12 países. No dia 1º de novembro, o recurso chega no Canadá e México. Logo em seguida, em 3 de novembro, será liberada para Brasil, Austrália, França, Alemanha, Itália, Japão, Coreia, Reino Unido e Estados Unidos. Na Espanha, estará disponível no dia 10.

Por aqui, a mensalidade com anúncios custará R$ 18,90. Ela é mais em conta do que o plano mais básico atual -que custa R$ 25,90. Por outro lado, alguns acessos de conteúdos específicos são limitados. Segundo a empresa, estes 12 mercados respondem a cerca de $140 bilhões dos gastos globais com publicidade feitas por marcas em TV e streaming.

 

Barbara Mannara/Folhapress

Deo Martins