Morre baleia que ficou encalhada no Marajó

 Morre baleia que ficou encalhada no Marajó

Moradores e equipe do Corpo de Bombeiros mobilizaram para tentar salvar a vida do animal | Prefeitura de Chaves

Inúmeros foram os esforços para garantir sua sobrevivência. Uns usavam baldes grandes, outros se arriscavam com utensílios menores. Toda mobilização era válida e tinha um único objetivo: salvar uma imensa baleia que estava encalhada no município de Chaves, no Arquipélago do Marajó, no Pará, desde a manhã da última quinta-feira (30).

O animal era da espécie FIN e tinha 16,5 metros de comprimento. Ele encalhou na costa de dentro da ilha Caviana, nas proximidades do Rio Pocotó, segundo informações da Prefeitura de Chaves. Apesar da mobilização de moradores, a baleia não resistiu.

Uma equipe da Secretaria de Meio Ambiente (Semma) foi até o local e a encontrou ainda com vida, mas ela estava muito debilitada, magra e a pele já estava saindo devido a exposição ao sol. Os moradores a hidrataram, jogando água usando um balde, mas ela não aguentou”, informou a secretaria de meio ambiente do município por meio de nota enviada na noite de hoje.

A pasta informou também que deu início aos procedimentos para minimizar o odor em virtude da futura decomposição do animal.

HISTÓRICO

A cidade de Chaves registra pela segunda vez o caso de uma baleia encalhada em sua região. Em fevereiro desse ano, uma baleia, da espécie Bryde, de 9,5 metros de comprimento, também se perdeu de sua rota e ficou encalhada no litoral.

Dol

Deo Martins