Guarda Municipal de Parauapebas é preso em Curionópolis por tentativa de homicídio

 Guarda Municipal de Parauapebas é preso em Curionópolis por tentativa de homicídio

O Guarda Municipal Thiago foi preso e está a disposição da Justiça.

Na madrugada desta segunda-feira (19), o guarda municipal de Parauapebas, Thiago de Souza Barcelos, foi preso próximo a uma distribuidora de bebidas localizada próxima ao Estádio Municipal em Curionópolis, sob a acusação de tentativa de homicídio.

De acordo com informações repassadas a nossa equipe de reportagem, Thiago estaria em Curionópolis curtindo a noite, quando foi abordado por um policial militar e alguns parentes do mesmo. Thiago foi  questionado sobre a invasão do Guarda Municipal, em uma outra ocasião, à casa de uma irmã do policial militar.

O delegado José Euclides Aquino, que responde pela Delegacia de Polícia Civil de Curionópolis, disse que o Guarda Municipal não reagiu bem  a abordagem das pessoas, e o mesmo em posse de uma arma de fogo, sacou a mesma e disparou contra as pessoas, acertando o cunhado do policial militar na altura do abdômen. O homem foi socorrido e em seguida encaminhado para Marabá em estado delicado.

Ainda segundo o delegado Aquino, “O guarda ainda chegou a atirar novamente, mas não acertou nenhum dos integrantes. Ele foi preso e a arma apreendida, haja vista que eles mantem autorização de posse de arma mediante horário de trabalho, não porte”.

Aquino ainda informou que Thiago já havia disparado tiro em outra noite de festa em Curionópolis, mas o mesmo não chegou a ser apresentado na Delegacia.

Ao ser procurado pela equipe de reportagem, o acusado preferiu ficar em silêncio.

A Prefeitura Municipal de Parauapebas, emitiu a seguinte nota à imprensa:

NOTA DE ESCLARECIMENTO – GUARDA MUNICIPAL QUE EFETUOU DISPAROS EM CURIONÓPOLIS

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Pública (Semsi), esclarece que é comprometida com o bem-estar e segurança da população.

Por isso, sobre o incidente envolvendo um servidor da Guarda Municipal que efetuou disparos na noite deste domingo, 18, em Curionópolis, a prefeitura esclarece que uma equipe da Semsi, composta por membros da corregedoria e do corpo de comando da GM SEMSI, já está no local para apuração dos fatos e assim proceder com as medidas administrativas cabíveis.

A prefeitura esclarece que ainda não autoriza o uso de arma de fogo pelos guardas municipais e a utilização foi conseguida por meio de uma medida judicial solicitada via sindicado dos guardas municipais. No momento do ocorrido, o servidor não estava em horário de serviço e a arma utilizada era particular. O disparo atingiu uma pessoa que foi encaminhada para atendimento médico em Marabá. O servidor encontra-se preso no município vizinho e aguarda as medidas judiciais admissíveis.

A prefeitura reitera o compromisso com a segurança pública e com enfretamento à violência e informa que casos como este serão punidos dentro dos rigores da lei.

Da redação com informações do Papo Carajás

Deo Martins