Grand Prix Nacional Interclubes de Karatê reuniu as melhores academias em Parauapebas

 Grand Prix Nacional Interclubes de Karatê reuniu as melhores academias em Parauapebas

O Instituto Ágape em parceria com a Federação Paraense de Karatê (Fepak) realizou nos dias 16, 17 e 18 de setembro a primeira edição do Grand Prix Nacional Interclubes de Karatê, em disputas no Ginásio Poliesportivo Islander Souza, no bairro Beira Rio. A competição reuniu mais de 1.400 caratecas que vieram dos filiados Rio Grande do Norte, Goiás, Distrito Federal e Maranhão, além do estado Pará com atletas de diversos municípios.

“O Grand Prix reúne as melhores academias do Brasil, tanto é que nós temos aqui em nosso evento mais de cinco estados presentes representando com suas academias. Todo o evento que a Fepak realiza é sempre pensando em nossos atletas, principalmente aquelas associações que são assistidas pelos governos municipais e estaduais”, disse Agnaldo Medeiros, presidente da Fepak.

O evento grandioso reuniu atletas ranqueados dos estados participantes tendo como o objetivo de incentivar os caratecas a seguir em suas agremiações e academias buscando espaço dentro do esporte. O Grand Prix Nacional Interclubes de Karatê valorizou as entidades que são filiadas a Fepak e contou com apoio da Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), que cedeu o espaço do ginásio e vem abraçando os projetos sociais dentro do município.

“Pela quantidade de atletas inscritos podemos dizer que já é um grande sucesso esse primeiro Grand Prix Interclubes e o bacana do karatê que você tem criança aqui a partir de quatro anos de idade até categorias acima de 60 anos. Então oportuniza esse acesso a todos os praticantes dessa modalidade. Parauapebas já é conhecida, também, a “Casa do Karatê”, a “Capital do Karatê”. Nós temos hoje mais de três mil praticantes, que praticam mensalmente karatê nesse município”, enfatiza Leandro Gambeta, secretário de Esporte e Lazer.

A cerimônia de abertura foi realizada no sábado, 17, pela manhã, onde os atletas das 40 associações que participaram do evento se perfilaram na quadra do ginásio para as execuções dos hinos nacional e municipal, além do juramento oficial do karatê feito pelos caratecas participantes. Entre eles Gustavo Alves, de 17 anos, que veio da cidade de Valparaíso (GO), e estava na expectativa para competir no kumite e kata.

A importância para o meu currículo como atleta é de fato notória, porque você sai de um estado vai representar seu estado fora, no Pará, por exemplo, eu saí de bastante longe pra cá. Então isso como atleta vai me trazer grandes experiências, conhecer pessoas novas, e até mesmo dentro do karatê a gente consegue aprender bastante em competição em outros estados. Esse campeonato está sendo muito eficiente na minha vida, principalmente como atleta”, afirma Gustavo.

Os mais jovens também estavam dispostos a medalhar e representar bem sua academia. É o caso do pequeno Guilherme Sousa, de 13 anos, que estava sem treinar o karatê há algum tempo, mas aos poucos foi retornando a sua boa forma e chegou para o Grand Prix Nacional Interclubes preparado e confiante em bons resultados no kumite e kata. O atleta é parauapebense e acha a competição importante para ganhar experiência.

A importância porque a gente ganha experiência, várias outras coisas, conhece gente nova, gente de fora, luta, faz o kata, ganha medalha, se diverte. Agradecendo a Semel aí pelo espaço também”, agradece Guilherme ao governo municipal, onde o atleta está inserido nos números dos mais de três mil atletas que estão praticando o karatê na cidade de Parauapebas por meio do incentivo dos projetos sociais através do esporte.

Texto: Fábio Relvas – Fotos: Orion Lima e Lenno Costa – Assessoria de Comunicação / PMP

Deo Martins