Corpo encontrado no Rio Parauapebas é reconhecido

 Corpo encontrado no Rio Parauapebas é reconhecido

Reconhecimento foi feito por Ana Maria, irmã de Averaldo (Imagem: Ronaldo Modesto)

O cadáver encontrado na última segunda-feira (25) no Rio Parauapebas, no Pedral do Adalto, na Vicinal Beira Rio, no Projeto de Assentamento Araçatuba, foi identificado nesta quarta (27) como de Averaldo Nunes Barreto, de 59 anos. A identificação no Instituto Médico Legal (IML), no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, foi feita pela irmã de Averaldo, Ana Maria Barreto.

Ana concedeu entrevista ao Correio de Carajás, estimando que o irmão desapareceu entre a última sexta-feira e sábado (22 e 23 de outubro). Ela relata que Averaldo cuidava de uma propriedade na Vila Palmares II, pertencente a outro irmão, e que ficava sozinho no local a maior parte do tempo.

A irmã do falecido conta que este irmão, dono da propriedade, foi até o local na quinta-feira (21) visitar Averaldo, que estava feliz e “normal”, se referindo a um problema de alcoolismo que ele tinha. No domingo (24), um amigo da família foi até a propriedade levar alimentos aos porcos, e encontrou a casa arrombada, estranhando a situação.

Ela contou não era normal Averaldo deixar a porta aberta, o que gerou preocupação à Ana e ao outro irmão. Eles questionaram o porquê de o amigo não ter checado a situação corretamente, e ele teria dito que não imaginou que algo estivesse errado por não conhecer Averaldo e seu cuidado com a propriedade.

Ana Maria declarou que reconheceu o falecido irmão pelas roupas, as mesmas que ele usara da última vez que se viram, e por uma cicatriz na barriga. Ela aguardava a agência funerária no IML para fazer a transladação do corpo para Canaã dos Carajás, cidade em que a família reside, onde Averaldo será sepultado.

O IML ainda não definiu a causa da morte de Averaldo.

Juliano Corrêa – com informações de Ronaldo Modesto – Correio de Carajás

Deo Martins