Casa do Artesão de Parauapebas é reinaugurada e passa a funcionar no Centro de Desenvolvimento Cultural.

 Casa do Artesão de Parauapebas é reinaugurada e passa a funcionar no Centro de Desenvolvimento Cultural.

“Lindos artesanatos? Nós temos. Na hora que eu vi parei para olhar porque eu sou apaixonada por arte. A arte em si é cultura de Parauapebas. Trazer essa loja para cá é muito importante para nós. Estou aqui escolhendo minhas peças, porque artesanato faz parte de “Gabriela”. Foi com este entusiasmo que a Auxiliar administrativo, Gabriela Marinho, conheceu o local onde a Casa do Artesão passa a funcionar a partir desta sexta- feira(19). O espaço volta a receber os visitantes, turistas e simpatizantes do artesanato no Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC).

A Casa do Artesão de Parauapebas é um dos projetos no qual o governo municipal apoia e entra como parceiro ao lado do Centro Cultural Mulheres de Barro. A proposta é fomentar a arte e a cultura do município oferecendo aos artistas locais a valorização do trabalho artístico por meio das artes plásticas e criações autorais de artesanato. Para participar o artesão interessado precisa antes de tudo se cadastrar no Conselho Municipal de Políticas Culturais de Parauapebas (CMPC.) e após este procedimento, precisa selecionar as peças a serem apresentadas, enviá-las ao Centro Mulheres de Barro para curadoria e serem cadastras no sistema da loja para comercialização. Quem está incluído na Casa do Artesão tem a oportunidade de expor os próprios trabalho artísticos desenvolvidos e ainda adquirir uma renda extra.

Marina Brito e Adilson Ferreira, costureira e o torneador de madeira, respectivamente, são dois dos 52 artesãos que utilizam o espaço como um aliado para divulgar a arte que produzem. “Eu trabalho com bolsa, tapete, crochê e depois passei a trabalhar com o barro nas Mulheres de Barro e não quero parar, quero continuar. Para mim é uma renda, porque antes eu não tinha e hoje encontrei esse local para colocar minha arte e trabalhar. Eu exponho, bolsa, bonecas, pano de prato, chaveiros, tem bastante coisa”, detalhou a artesã.

A casa do artesão abre as portas para vários artesãos, principalmente na minha área da tornearia. Eu transformo um galho de árvores em uma peça linda e decorativa. Reutilizamos madeira e transformamos em arte. A Casa do Artesão oferece várias oportunidades. Então estamos convidando para conhecer nosso trabalho”, comentou o artista.

Quem deseja visitar a Casa do Artesão, o local estará em funcionamento no CDC do bairro Cidade Nova de segunda a sexta-feira, de 8h às 18h e aos sábados até as 13h. O público conhecerá vários tipos de artes em madeira, tecido, crochê, cerâmica, pedrarias, pintura em tela, bordados, biojóia, ferro, malharia e tudo confeccionado pelos artesãos de Parauapebas.

O espaço também estará destinado ao recolhimento de livros e artigos literários, parceria com a Academia Parauapebense de Letras (APL). “Nós da Biblioteca Pública Hernandes Guimarães Teixeira estamos fazendo também doações de livro, porque entendemos que e esse contexto literário ele precisa ser ampliado, e é exatamente o que queremos ampliar aqui em Parauapebas. Tantos livros guardados nas prateleiras e precisamos que eles vão para as mãos dos leitores. Não estamos recolhendo as literaturas e consequentemente estamos aproveitando esse momento para fazer com que a literatura circule por Parauapebas. Ler e escrever também é uma arte”, detalhou a presidente de Academia Parauapebense de Letras, Terezinha Guimarães.

Até poucos dias estávamos no shopping, mas agora a Casa do Artesão está no lugar onde foi construído para essa ideia e voltamos aqui no CDC. Tudo foi preparado para receber a nossa comunidade e turistas. Aqui vão encontrar muita diversidade. A Secretaria Municipal de Cultura (Secult) tem buscado atender com muita responsabilidade. É uma honra para nós receber os 52 produtores de cultura que estão ligados a um grupo de artesão aqui de Parauapebas”, detalhou o secretário de Cultura, Josafá Araújo.

Nós temos aqui artesanato em madeira, em fibra, em tecido, em linha, em vários tipos de materiais. Nós também temos obras de arte de artistas plásticos que fazem parte desta loja para comercializar e dar visibilidade para o trabalho do município. Convidamos toda a população para conhecer o novo espaço da Casa do Artesão no CDC “, finalizou a coordenadora administrativa da Casa do Artesão, Sandra Santos.

Texto Cleidi Rodrigues – Ascom/PMP – Fotos Elienai Araújo – Ascom/PMP – Assessoria de Comunicação

Deo Martins