Campanha de vacinação contra a poliomielite começa neste sábado (20) em Parauapebas

 Campanha de vacinação contra a poliomielite começa neste sábado (20) em Parauapebas

A poliomielite é uma doença contagiosa que pode provocar paralisias irreversíveis e fatais. A vacinação é a principal forma de prevenção e, por isso, neste sábado, 20, começa a campanha de vacinação para crianças menores de 5 anos. Também será realizada a multivacinação para atualização da caderneta voltada ao público de zero a 14 anos. A iniciativa, conduzida pelo Ministério da Saúde, vai até o dia 9 de setembro.

As vacinas estarão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) Cidade Nova, UBS Bairro Da Paz, UBS VS10, UBS Nova Carajás, UBS Minérios e UBS bairro Tropical no horário de 8h às 17h. As demais Unidades da zona urbana e rural estarão realizando a campanha de multivacinação e pólio durante o atendimento de rotina. É importante que os pais ou responsáveis estejam munidos da carteira de vacinação do menor e documento oficial com foto.

O Brasil não detecta casos de poliomielite desde 1989. As campanhas de imunização reduziram drasticamente o número de casos por ano. No entanto, recentemente, a doença reapareceu em alguns países e traz um alerta. Dessa forma, a nova campanha busca alcançar ao menos 95% das crianças de um a quatro anos de idade.

Segundo Gilberto Laranjeiras, secretário municipal de Saúde, este é um passo importante para manter o município livre da doença. “Os pais devem levar seus filhos aos pontos de vacinação e garantirem que tomem a vacina. A prevenção sempre será o melhor caminho e se unirmos nossas forças o objetivo previsto pelo Ministério da Saúde será alcançado”, analisa o gestor da pasta.

Multivacinação

Com o intuito de manter as cadernetas de crianças e adolescentes atualizadas, também estará sendo realizada a multivacinação, conforme calendário previsto no Programa Nacional de Imunizações (PNI). Serão disponibilizadas doses que protegem contra diversas doenças como tuberculose, hepatite, tétano, difteria, meningite, febre amarela, sarampo, rubéola, caxumba, catapora, gripe, covid-19, entre outras.

Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Parauapebas

Deo Martins