Após ser agredido pelo pai, menino é colocado ajoelhado em caroços de milho

 Após ser agredido pelo pai, menino é colocado ajoelhado em caroços de milho

Vídeos e áudios circulam pelo Whatsapp relatando a situação de um menor agredido pelo pai/ Foto: Reprodução

Estão circulando nas redes sociais, desde esta terça-feira (12), vídeos e áudios sobre um menor que foi agredido pelo pai. O fato aconteceu na vila Cruzeiro do Sul, também conhecida como “Quatro Bocas”, na Região do Rio Preto, zona rural de Itupiranga. Relatos apontam que o jovem teria sido agredido de cinto e de corda. Ele ficou com várias escoriações pelo corpo. Após a agressão física, o genitor teria passado sal nas feridas do filho e também colocou o rapaz de joelhos no milho.

No vídeo é possível ver lesões nos braços, costas e tórax, algumas arroxeadas, outras com sangue. Não é possível saber, só pelo vídeo, se a mulher que o gravou é alguém da família da vítima.

No vídeo é possível ver lesões nos braços, costas e tórax/ Foto: Reprodução

Nos áudios, pessoas indignadas opinam sobre o ocorrido. “O pior é que se fosse na rua, eu não dizia nada não. Mas em casa, de quem deveria o filho se sentir seguro”, diz uma mulher.

Isso não se faz com uma criança, não, ele espancou muito o filho. Uma agressão muito grave, alguém faz alguma coisa, vão lá. Reúne dois ou três aí. Ele é pai, mas não tem direito de fazer uma coisa dessa não”, fala um homem.

A princípio o caso foi encaminhado para o Conselho Tutelar de Marabá, com sede no bairro Cidade Nova. Mas informações agora o caso está sob responsabilidade do Conselho de Itupiranga.

A equipe de reportagem entrou em contato com o Conselho em Itupiranga para apurar os fatos, mas ainda não obteve novas informações.

Por telefone, na tarde desta terça, o delegado titular da Polícia Civil em Itupiranga, Timóteo de Oliveira Soares, disse que até o momento ainda não foi registrado nenhum Boletim de Ocorrência (BO) sobre o assunto.

Luciana Araújo – Correio de Carajás

Deo Martins