De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), além de fazer mal para a saúde, fumar aumenta consideravelmente o risco de desenvolver a forma mais grave da Covid-19. A informação é reforçada por Cassiano Barbosa, cirurgião geral e urologista que atua pela Pró-Saúde, como diretor Técnico no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA).
Estudos já apontam que os fumantes são os mais vulneráveis a doenças infecciosas, como, por exemplo, a Covid-19. O tabaco afeta substancialmente a resposta imune do organismo, prejudicando o sistema de defesa contra vírus e bactérias“, explica.
Segundo nota técnica divulgado pelo INCA, as chances de adquirir a forma mais grave da doença são 14 vezes maiores entre fumantes do que entre não fumantes. O especialista da Pró-Saúde ressalta que a melhor prevenção contra a doença é para de fumar, e da cinco dicas para diminuir o consumo do cigarro:
– Não deixe de buscar ajuda profissional e apoio médico, fundamental para vencer o vício;
– Escolha um método, que pode ser abrupto ou gradual, para restringir o hábito de fumar. O tratamento do tabagismo é individualizado, e muda de pessoa para pessoa;
– Execute técnicas de respiração e atividades físicas em casa para controlar a ansiedade;
– Encontre substitutos saudáveis quando sentir vontade de fumar, ingerindo frutas geladas picadas, bebendo água gelada ou consumindo água de coco, por exemplo;
– Evite o consumo exagerado de café e bebidas alcoólicas que, de acordo com estudos científicos, está associado ao consumo excessivo de cigarro.
O HRSP é referência para 22 municípios no tratamento de casos graves da Covid-19. A unidade pertence ao Governo do Pará, sendo gerenciada pela Pró-Saúde desde 2006. O hospital presta atendimento 100% gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde).
Sobre a Pró-Saúde
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.
Ederson Oliveira – Pró-Saúde