Uma mulher de 30 anos sobreviveu após ser estuprada e sofrer 32 facadas desferidas por um homem com quem teve um breve relacionamento amoroso. O caso aconteceu por volta de 23h50, de quarta-feira (14), na cidade de Bom Jesus do Tocantins, a 79 quilômetros de Marabá, no sudeste do Estado.
A vítima Patrícia Paixão Vieira encontra-se internada no Hospital Municipal de Marabá, onde recebe atendimento médico. A mulher gravou um vídeo relatando o momento de terror que viveu nas mãos de Hudson Senna, 21 anos.
Ela conta que o acusado a enforcou, porque logo ela ficou desacordada. “Depois disso ele queimou minha orelha e minha cabeça. Meu olho também está inchado”, lembrou Patrícia Vieira.
Uma prima da vítima, Marineide Paixão, contou que os vizinhos acordaram com o pedido de socorro da vítima que estava com várias perfurações de faca. Inclusive, ela perdeu parte do couro cabeludo e um dos golpes perfurou o fígado dela.
Uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionada e levou a vítima ao hospital da cidade, mas devido ao quadro delicado teve que ser transferida para Marabá.
ACUSADO PRESO
O acusado Hudson Senna foi preso pela Polícia Militar e encaminhado para o Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (Crama). A família da mulher quer que ele pague pelo crime. “Ela conta tudo o que aconteceu. Por isso, não pode ficar impune”.
Os familiares disseram ainda que Patríciaficou‘ apenas uma vez com o acusado, pois a vítima descobriu que ele tinha namorada. Após isso, Hudson começou a ameaçá-la para que ela continuasse mantendo relações sexuais com ele, mas ela se negava. Assim, ele resolveu invadir a casa da mulher e praticar o crime.
Hudson Senna foi autuado por Homicídio Qualificado (crime tentado), cujo flagrante foi homologado pela Justiça durante audiência de custódia realizada.
Reportagem: DOL – com informações de Alessandra Gonçalves

Comentários do Facebook