Pouco mais de um mês após ter sido encontrado o corpo de uma adolescente de 13 anos sem a cabeça, outro corpo feminino nas mesmas condições foi localizado na manhã desta quinta-feira (16), em Parauapebas. O Corpo de Bombeiros foi acionado por um pescador, às 8 horas, informando ter visualizado um cadáver no Rio Parauapebas, à altura do Bairro União.
O informante, entretanto, não forneceu detalhes e os bombeiros não conseguiram visualizar a vítima durante a primeira busca. Mais tarde, por volta das 11h15, outro pescador entrou em contato com o grupamento relatando a exata localização da vítima de ataque brutal.
Conseguimos fazer uma busca e encontramos o corpo boiando às margens do Rio Parauapebas. Trata-se de uma mulher, entretanto, está sem a cabeça e só poderá ser confirmada a identificação pelo serviço pericial”, declarou o tenente BM Joselito, que coordenou as buscas.
Ele acrescentou que é uma característica do Rio Parauapebas que as pessoas que afundam passem de 30 a 35 horas submersas. Caso o cadáver tenha emergido nesta manhã, a vítima pode ter sido assassinada dois dias atrás. A Polícia Civil, que irá investigar a morte, ainda não se posicionou.
No dia 14 de março foi encontrado o corpo de Kechily Costa de Sousa, de 13 anos, também sem a cabeça, em um matagal no Residencial Alto Bonito. Três adolescentes foram apreendidos suspeitos de participação no crime. É investigada a suspeita de envolvimento de facções criminosas no homicídio.
Luciana Marschall e Ronaldo Modesto – Correio de Carajás