No final da tarde desta quinta-feira (04), a Polícia Civil realizou a prisão do Guarda Municipal de Parauapebas,  MARCELO CLÁUDIO RAMOS MOREIRA, em razão do mesmo ter sido apontado como o autor dos disparos que ceifaram as vidas de FRANCISCA JUSTINA DE CARVALHO e de JOSÉ NILDO DE CARVALHO.
No dia 25 de maio, a Polícia Civil recebeu notícias da ocorrência de um duplo homicídio no bairro Primavera. A equipe deslocou para o local e começou a efetuar os primeiros levantamentos que mais tarde, no bojo do inquérito policial presidido pelo Delegado de Polícia Civil Felipe Freitas, apontaram que o crime teria sido praticado pelo Guarda Municipal RAMOS.

O Guarda Municipal é acusado de ter matado Mãe e filho.

Os levantamentos realizados também apontaram que o autor dos disparos teria sido motivado por ciúmes devido a um suposto relacionamento de José Nildo com pessoa que lhe seria próxima. O homicídio de Francisca Justiçna teria sido apenas consequência das ações dela em busca de defender o filho.
A prisão foi realizada pela Polícia Civil fe acompanhada pelo Sub Comandante da Guarda Municipal e pela Corregedoria da corporação, sendo efetuada na residência do acusado, onde, oportunamente, deu-se cumprimento ao mandado de busca e apreensão.
Durante as buscas foi apreendida a arma supostamente utilizada para a prática do crime e outros objetos.