Foto: Rádio Litorânea

Uma adolescente de 17 anos denunciou seis homens após ter sido vítima de estupro, no município do Crato, no Ceará.
Segundo ela, desde que o pai morreu, quando tinha sete anos, ela vem sendo estuprada pelos familiares. Cinco homens foram presos temporariamente, um outro está foragido.
Kamila Brito, titular da Delegacia da Defesa da Mulher, disse que a jovem denunciou o caso no final do ano passado. Em depoimento a jovem disse que o primeiro que cometeu o abuso contra ela foi um tio-avô de 80 anos.
Os episódios de abuso aconteciam de forma individual na casa da adolescente ou na residência dos suspeitos. Em uma das vezes, até em uma escola pública abandonada na zona rual do município de Crato.
A vítima acredita que o familiar relatou sobre os abusos com os outros tios. A mãe da adolescente sabia dos casos de estupro desde 2016, mas que não denunciou por medo de sofrer represália. Outras duas primas da menina também teriam sido estupradas por alguns dos tios quando eram crianças.
A vítima já prestou depoimento à polícia. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a jovem será encaminhada para o Centro de Referência da Mulher do Crato onde receberá atendimento psicológico.
Com informações do Portal Tribuna do Ceará

Comentários do Facebook