Era para ser no gabinete da prefeitura, mas o espaço ficou insuficiente para receber as autoridades municipais e dezenas de pessoas que na tarde de quarta-feira, 19, compareceram para acompanhar a assinatura da Ordem de Serviço (OS) para início das obras de infraestrutura do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margem do Rio Parauapebas (Prosap).
Com 80% dos recursos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e mais a contrapartida da prefeitura, o maior programa de saneamento ambiental e obras múltiplas da história de Parauapebas irá começar pelo bairro Liberdade I, no dia 3 de março.Com a assinatura da OS, as máquinas e os profissionais da Transvias, empresa contratada para a execução das obras, já podem entrar (hoje) em campo, mas a empresa tem prazo legal de até dez dias pra fazer a sua mobilização”, informou Cleverland Carvalho, coordenador de projetos especiais e captação de recursos da Prefeitura de Parauapebas.
Trechos de vias nos bairros Liberdade I e União serão interditados para a execução da obra. Para que os moradores não sejam surpreendidos, a equipe social do Prosap iniciou nesta quinta-feira (20) as visitas domiciliares para orientar a população que reside na área como deve proceder diante dos transtornos que, inevitavelmente, serão gerados pelas obras.
As vias que terão trechos interditados neste primeiro momento serão: ruas Perimetral Norte, Santa Catarina e Vinicius de Morais, no bairro Liberdade I; ruas 11, 19, i, J, M, O e Sol Poente – nas proximidades do Igarapé Ilha do Coco, no bairro União.
Etapas do Prosap
O Prosap vai mudar a cara de Parauapebas. Diretamente, vai beneficiar mais de 25 mil famílias residentes em bairros de sua abrangência. Indiretamente, toda a população ganhará com o programa, que irá garantir melhor qualidade de vida ao município. O prazo para conclusão das obras é de seis anos, com a divisão do cronograma em três etapas.
A primeira etapa tem previsão para durar 18 meses e contempla a construção de 250 casas destinadas às famílias que residiam em áreas de risco abrangidas pelo Prosap e realização de obras de micro e macrodrenagem no canal do Igarapé Ilha do Coco, ao longo dos bairros Liberdade I, União e Rio Verde.
As casas estão em construção e devem ser entregues no segundo semestre deste ano. As famílias já foram remanejadas das áreas de risco e recebem o aluguel social da prefeitura.
Assim como as indenizações e desapropriações de imóveis na área do Prosap, a construção das casas faz parte da contrapartida do município no programa, cujo investimento total é de US$ 87,5 milhões.
Texto: Karine Gomes – Fotos: Déo Martins/INFOPEBAS – Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP