Três pessoas da mesma família morreram em um acidente de trânsito, na noite da sexta-feira (1°), no Bairro Brasília, no complexo VS-10, em Parauapebas. Ernandes Pereira da Silva, 31 anos, morreu no local. A esposa, Janaiza Cristina Almeida Nascimento, 28 anos, a cunhada, Jackeline Nascimento Teixeira, 24 anos, grávida de quatro meses, foram encaminhadas com vida ao hospital, mas não sobreviveram.

Janaiza Cristina Almeida Nascimento, 28 anos, e o marido, Ernandes Pereira da Silva, 31 anos/Foto: Reprodução

No total, sete pessoas estavam no carro, o filho do casal de 3 anos, a filha de Jackeline de 8 anos, e mais dois amigos, eles permanecem internados no hospital, alguns deles, serão submetidos a procedimento cirúrgico.
As vítimas estavam em um Gol, na cor prata, retornando da Vila Juazeiro a Parauapebas, aproximadamente as 23h, quando foram atingidos por outro veículo do mesmo modelo, de cor branca, conduzido por Jarbe Oliveira Lima.
Leonardo Mendonça, amigo de Ernandes Pereira, conversou com a reportagem, e contou ter visto o momento do acidente. “Ele (Ernandes) estava dirigindo com todo cuidado porque o carro dele estava sem força, a gente vinha da roça, o carro dele na subida perdeu força, nós paramos a moto, para empurrar o carro. O condutor do outro veículo vinha no mínimo a uns 140/160 quilômetros por hora, quando ele estava na subida, perdeu o controle, e invadiu a outra mão e bateu no carro do nosso amigo”, detalhou Leonardo.
O amigo, disse ainda que, o outro motorista estava com uma passageira, ambos sobreviveram, sendo encaminhados ao hospital com escoriações pelo corpo.
Leonardo com a ajuda de outro amigo, ainda resgataram as vítimas. Revoltado, atribui a tragédia a imprudência do segundo motorista, alegando que a via é sinalizada com placa de limite de velocidade de 40km/h, não sendo obedecida.
Preso em flagrante

Jarbe dirigia o veículo que atingiu o carro que estava a família/ Foto: Reprodução

A delegada Ana Carolina Carneiro, plantonista da 20° Seccional de Polícia Civil de Parauapebas, concedeu entrevista à equipe de reportagem, neste sábado (2). Após as testemunhas, se dirigiu ao hospital, onde Jarbe permanece internado, efetuando a prisão em flagrante pelo crime de homicídio doloso.

Jarbe está algemado no leito de hospital, informou a delegada Ana Carolina

Pelo fato dele estar completamente embriagado, em alta velocidade e dirigindo na contramão, ele assumiu o risco”, detalhou Ana Carolina. Após receber alta Jarbe será transferido para sistema penitenciário, no momento, ele está algemado no leito do hospital.
Theíza Cristhine e Ronaldo Modesto – Correio de Carajás