No próximo dia 8 de outubro, a Celpa estará presente no Feirão do Nome Limpo, evento promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento, em Parauapebas. Os serviços oferecidos serão os de negociação e renegociação de débitos, cadastro no programa Tarifa Social de Energia Elétrica e ainda troca de lâmpadas.
A programação será realizada no auditório da Associação Comercial Industrial e Serviços de Parauapebas (ACIP), que fica na Rua 24 de Março, nº 2, no bairro Rio Verde, das 8h às 18h.
Esta é a segunda ação da Celpa no mês de outubro em Parauapebas, que já passou pela Câmara Municipal com a Caravana de Negociação, quando foram atendidos 140 clientes em dois dias de evento. Para o líder de cobrança, Erik Soares, as ações no município têm recebido sempre um grande público. “Os atendimentos que temos feito em Parauapebas tem tido um bom retorno para os clientes, que conseguem negociar seus débitos de maneira flexível, com condições especiais que são oferecidas durante essas ações. Além disso, conseguimos alcançar o público considerado baixa renda para fazer a inscrição na Tarifa Social. E para nós isso é um grande desafio, já que no município temos aproximadamente 5.700 clientes aptos a fazerem parte do programa, mas que ainda não estão cadastrados em nosso sistema”, destaca o líder.
Para se inscrever no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, o cliente precisar estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), possuir o Número de Inscrição Social (NIS) e ter renda de até meio salário mínimo por pessoa. Também são aceitos idosos e pessoas com deficiência que recebam o benefício de prestação continuada, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
Outro serviço muito procurado nas ações é a troca de lâmpadas incandescentes ou fluorescentes por lâmpadas de LED. Esse tipo de iluminação é considerada até 80% mais eficiente, gerando economia na conta de luz. Para a troca, o cliente precisa estar em dia com a concessionária, portar documentos pessoais e levar até cinco lâmpadas usadas e em funcionamento.

Comentários do Facebook