O termômetro digital usado para medir a temperatura das pessoas na entrada de empresas, shoppings, supermercados, entre outros locais, virou item obrigatório entre as medidas de prevenção à Covid-19, já que a febre é um dos sintomas apresentado pela doença. Se por um lado é um importante aliado no combate ao vírus, o item tem gerado receio pelas Fake News espalhadas na internet e redes sociais de que a luz emitida pelo aparelho pode causar câncer, problemas no cérebro e cegueira.
Apesar do medo popular, a comunidade médica refuta a ideia e afirma que a crença foi inventada sem nenhuma comprovação científica. “São pessoas anônimas que fazem a afirmação sem referências de fontes confiáveis e espalham esses mitos por meio de mensagens em redes sociais”, disse Renato Lima, médico oftalmologista.
Ainda de acordo com o médico, o mito surgiu devido às pessoas acreditarem que a luz emitida pelo termômetro digital seja proveniente de raios que em contato com o corpo causem algum dano. “As pessoas devem acreditar que essa luz seja raio infravermelho, que assim como os raios ultravioletas são maléficos à retina”, acrescentou o oftalmologista Renato Lima.
Reportagem: Dol