A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) divulgou na manhã desta sexta-feira (24) que mais 22 pessoas morreram por Covid-19 no Estado.
Deste número, 11 são vítimas fatais de Belém, não por acaso uma das cidades que mais está desrespeitando o isolamento social necessário e proposto pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
No mesmo balanço, a Sespa informou que mais 179 pessoas foram diagnosticadas como portadoras do novo coronavírus:

Agora, no Pará, são 75 óbitos registrados e 1.446 pessoas contaminadas, número que certamente aumentará nos próximos dias, já que o Brasil ainda está na curva crescente dos casos, sem previsão para queda nos índices de contaminação e mortes.
IRRESPONSABILIDADE GERA CRESCIMENTO EXPLOSIVO
Não por acaso, o índice de infectados aumentou nas últimas semanas, quando mais pessoas, desrespeitando o isolamento social pedido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), começaram a circular mais nas ruas, em especial na Grande Belém.
Além disso, outra prática nociva é se reunir com amigos e familiares em casa, muitas vezes para churrascos, consumo de bebidas alcoólicas e acompanhar “lives” de músicos. Todas estas ações facilitam o contágio do novo coronavírus, que pode resultar em morte até mesmo de pessoas que não possuam histórico de doenças respiratórias ou outras enfermidades graves.
Fonte: DOL