O governo do Estado declarou nesta terça-feira (31) que a transmissão de Covid-19 no Pará passou a ser comunitária. Apesar das importantes medidas adotadas para conter o avanço da doença, o momento agora vai exigir mais rigor por parte de todos os paraenses.
A transmissão comunitária é um conceito adotado pela medicina quando não é mais possível identificar a origem da contaminação. A suspeita veio a partir de um caso confirmado esta terça. Uma moradora de Tucuruí, de 35 anos, foi contaminada durante uma viagem a Belém.
Continue nos ajudando nesse movimento da sociedade paraense. Ontem saiu o balanço do Ministério da Saúde, nós somos o estado na relação número de casos confirmados por habitante com a menor incidência de coronavírus do Brasil. Para que possamos nos manter assim, passamos a bola para você paraense. Cada um pode ajudar”, disse Helder barbalho, durante coletiva..
No país, a declaração de transmissão comunitária já havia sido anunciada há 11 dias. Ao fazer essa declaração, o Estado poderá definir medidas mais restritivas. Por enquanto, o Governo do Pará determinou a suspensão de voos internacionais, transportes fluviais e interestaduais, assim como o fechamento de bares e restaurantes.
As medidas de isolamento seguidas pelos paraenses estão ajudando o Estado a combater a circulação do novo vírus. O Pará é o estado brasileiro com a menor taxa de incidência de casos da doença.
Nesta terça-feira (31) foram confirmados mais 8 casos no Estado, 1 em Ananindeua, 4 em Belém, 1 em Abaetetuba, 1 em Tucuruí e outro em Marituba.
BRASIL
O Ministério da Saúde anunciou hoje que subiu para 201 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil — aumento de 42 mortos em 24 horas, maior número registrado no Brasil no período. No total, são 5.717 casos oficiais confirmados no país — 1.138 diagnósticos confirmados em um dia — e 3,5% de letalidade, informou o ministério.
DOL