O show do cantor Jherry Smith que acontecia na madrugada do último sábado (17), em Marabá, foi interrompido por Policiais Militares depois de 20 minutos de show.
O evento que foi realizado em uma casa de shows na Avenida Sororó, bairro Cidade Nova estava com a lotação máxima e o público aproveitando ao máximo.
Uma operação conjunta da Secretaria de Meio Ambiente (Semma), Polícia Civil e Polícia Militar esteve por lá e após identificarem uma série de problemas que inviabilizariam a continuidade do show.
O próprio Jherry Smith fez o anúncio da interrupção do show. “Galera é o seguinte: Tenho uma notícia nāo muito boa, quero que todos escutem agora… É o seguinte, a organização que fez essa festa nāo tem autorização pra fazer esse show em espaço aberto e, é por isso que a Polícia está aí. Se a gente nāo parar o show agora, a gente pode ser preso”.
Logo após a saída das autoridades do local, começou um quebra-quebra geral e saque das bebidas dos bares ali montado. Rapidamente, as imagens da quebradeira circularam na internet, em redes sociais e grupos de whatsapp.
Muitas pessoas reclamaram da organização do evento, pois nāo havia seguranças suficiente, muitos “menores consumindo bebidas alcoólicas”, muita bagunça na área VIp que estava misturada com a Pista.
Os organizadores do evento emitiram uma nota por meio das redes sociais falando sobre o ocorrido. O texto diz o seguinte:
Os organizadores do evento vêm, por meio desta nota se retratar e explicar sobre o fatídico ocorrido na noite anterior, durante a apresentação do cantor Jerry Smith. Como podem ver, tínhamos TODAS as autorizações legais necessárias para que o evento funcionasse. E sobre os menores, foi avisado na rádio e em redes sociais que estes só entrariam com os pais ou responsáveis mediante termo de autorização, termo este disponibilizado o modelo nas redes sociais, como também pode ser comprovado. Ocorre que, nós, como organizadores, não tínhamos como impedir a entrada de um ou outro menor que adentrou na casa de eventos por meio ilegal, burlando nossa segurança. A organização quer, deixar bem claro que o evento foi impedido de continuar em virtude da presença de alguns menores sem responsáveis legais ou autorização e NÃO por falta de alvará de funcionamento para local aberto”.

Comentários do Facebook