Foto: reproduçāo

Nesta quarta-feira (4), chega ao terceiro dia o protesto dos de indígenas Arara e Xipaia, na rodovia Transamazônica, entre os municípios de Uruará e Medicilândia, no sudoeste do Pará. O bloqueio ocorre no quilômetro 30. Os indígenas cobram o cumprimento de condicionantes na construção da usina de Belo Monte, entre elas a construção de casas, rede de saneamento e melhorias no atendimento médico nas aldeias.

Eles também pedem a troca do representante da Fundação Nacional do Índio (Funai) da região. Na tarde de terça-feira (3), representantes de vários órgãos estaduais e federais se reuniram para discutir as reivindicações dos índios e apresentar uma proposta que foi levada aos manifestantes pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

As lideranças se recusaram a receber o documento e exigiram a presenta de representantes de todos os órgãos, com isso os índios fecharam totalmente a entrada. Segundo a PRF até a noite de terça-feira (3), havia poucos carros parados no local.

G1/PA