Depois de quatro dias internado na UTI do Hospital Abelardo Santos, em Belém, em estado grave, o ex-deputado federal Asdrubal Bentes não resistiu e morreu às 9h45 desta manhã de segunda-feira (27). A suspeita é de que tenha sido mais uma vítima do novo coronavírus (covid-19), que tem se alastrado de forma assustadora entre a população da Capital paraense. Até o dia da sua internação, Asdrubal vinha cumprindo distanciamento normal, trancado em seu apartamento, como era preconizado para as pessoas da sua idade.
Asdrubal Mendes Bentes era um bacharel em Direito e político brasileiro. Natural de Humaitá, interior do Amazonas e radicado no Estado do Pará. Foi prefeito de Salinópolis, importante destino turístico do nosso litoral.
Deputado de seis mandatos, tendo, inclusive participado da última Assembleia Constituinte, em 1988, fato do qual se orgulhava, foi um dos parlamentares paraenses mais longevos e um campeão de recursos para o Pará, em especial Marabá e região.
Também foi executor do antigo Grupo Executivo de Terras do Araguaia / Tocantins (GETAT), órgão responsável por reforma agrária na década de 1980, função que o trouxe para Marabá. Ultimamente voltou a lidar com o tema como Superintendente do Incra para o sul e sudeste do Pará.
Seu atual trabalho político era como assessor da Casa Civil do governo Helder Barbalho, razão pela qual estava novamente morando em Belém.
SAIBA MAIS
Filho de Valquíria do Prado Mendes, Asdrubal deixou sua cidade natal, Humaitá, para morar em Belém, capital do estado. Em 1958, começou a graduação de Direito na UFPA (Universidade Federal do Pará), finalizando seu bacharelado em 1962. Três anos depois, ocupou o cargo de procurador no Tribunal de Contas do Pará. Em 1976 deu início à sua carreira política quando filiou-se à Aliança Renovadora Nacional, também conhecida como Arena. Casou-se com Maria de Lurdes Cordeiro, com a qual criou seus quatro filhos.
Mandatos (na Câmara dos Deputados):
Deputado(a) Federal – (Constituinte), 1987-1991, PA, PMDB, Dt. Posse: 01/02/1987; Deputado(a) Federal – 1997-1999, PA, PMDB, Dt. Posse: 02/01/1997; Deputado(a) Federal – 2001-2003, PA, PMDB, Dt. Posse: 02/01/2001; Deputado(a) Federal – 2003-2007, PA, PMDB, Dt. Posse: 01/02/2003; Deputado(a) Federal – 2007-2011, PA, PMDB, Dt. Posse: 01/02/2007; Deputado(a) Federal – 2011-2015, PA, PMDB, Dt. Posse: 01/02/2011.
Ele também foi presidente do Paysandu, que decretou luto por três dias. O governador do Estado, Helder Barbalho, disse em suas redes sociais que “O Pará perde hoje mais uma grande liderança política”.
O site do Paysandu informa que Asdrubal Bentes presidiu o clube por dois anos. “Em 1991, foi campeão brasileiro da Série B, o primeiro título nacional da história bicolor. No ano seguinte, conquistou o Campeonato Paraense de Futebol. Ele ainda foi conselheiro e diretor de basquete, modalidade pela qual também ganhou vários títulos.”
A família ainda não decidiu sobre velório e sepultamento, mas o certo é que não ocorrerá de forma aberta, dado o momento de pandemia e as regras rigorosas quanto aos enterros neste momento no Pará.
Correio de Carajás