Alguns grupos de caminhoneiros, entre eles, de Goiás e Santa Catarina, já anunciaram que estão estudando o bloqueio de estradas diante do descumprimento da tabela do piso do frete mínimo. No Pará, a possibilidade já foi descartada. A informação é do presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado do Pará, Eurico Tadeu.
Segundo ele, a paralisação está sendo utilizada como forma de amedrontar a população neste atual cenário político. “São pessoas que não são do segmento, da categoria, e que estão se aproveitando dessa fragilidade, proporcionada pelo indefinido cenário político, para ameaçar a população. Estão fazendo terrorismo com a sociedade”, garante Eurico.
NACIONAL
Caminhoneiros de Goiás estariam se mobilizando para bloquear as estradas do estado na próxima segunda-feira (29), programando o que eles chamam de fiscalização informal. Eles estariam descontentes com o descumprimento da tabela do piso do frete mínimo, culpando a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) pelo fato.
Reportagem: DOL

Comentários do Facebook