foto: Reprodução / TV Bahia

Uma barragem se rompeu em um povoado da cidade de Pedro Alexandre, na Bahia, a 435 quilômetros de Salvador. Ainda não há informações sobre feridos. De acordo com a Defesa Civil do município, as fortes chuvas que atingem a região contribuiram para o rompimento da estrutura.
A Defesa Civil também não tem detalhes sobre o tamanho, a composição e a quem pertence a estrutura. Segundo a Superintendência de Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec), o caso ocorreu por volta das 11h, no distrito de Quati.
De acordo com a coordenadora da Defesa Cívil da cidade, Carla Leão, algumas casas no povoado foram invadidas pela terra que se misturou a água da chuva e formou uma lama.
A Defesa Civil emitiu alerta e diz que a preocupação agora é com a cidade de Coronel João Sá, que está na rota que a lama deve seguir. O órgão pede que as pessoas procurem ajuda e alerta que a prefeitura já está fazendo a retirada dos moradores, levando-os para abrigos.
Segundo a prefeitura, os bairros que podem ser atingidos são: Beira Rio, Bonfim, José Antônio dos Santos, Santo Antonio (Rua velha), Galo, Barroquinha, além dos que estão próximos ao Rio do Peixe. A recomendação é que as famílias procurem a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.
O prefeito de Coronel João Sá, Carlinhos Sobral, publicou um vídeo nas redes sociais alertando sobre o risco das pessoas continuarem nas casas. “Pessoal, a barragem do Quati estourou. É uma situação atípica. Nunca aconteceu isso com essa barragem. Nós não sabemos as consequências. Eu peço encarecidamente que todas a as pessoas que moram em área de risco que saiam das suas casas, que peguem seus documentos pessoais, peguem seus objetos de valores, o que puderem levar. A gente não sabe as consequências, nunca passamos por ela. É melhor prevenir. Estou monitorando. Todas as escolas já estão disponíveis para receber as pessoas“, disse o prefeito.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por CarlinhosSobral15 (@carlinhossobral15) em


Reportagem: Francelle Marzano – Estado de Minas

Comentários do Facebook