No final da manhã desta quarta-feira (02), a Eletronorte realizou uma coletiva para apresentar o motivo do “apagão” que deixou cerca de 85% dos municípios do Pará e as cidades de Macapá-AP e Manaus-AM sem energia elétrica.

A empresa informou que o problema foi causado por um curto circuito que desencadeou uma explosão no transformador de corrente do sistema de proteção subestação da usina hidrelétrica de Tucuruí, no sudeste do Estado. Como este trecho do sistema é administrado por uma empresa privada de Tucuruí, e não pela Eletronorte, demorou a ser recuperado.

Eletronorte fará um levantamento para apurar as circunstâncias do problema: se foi motivado por alguma falha no sistema mesmo ou se se trata de um caso de negligência. O resultado das investigações deve sair em até 60 dias.

Os problemas tiveram início por volta de 8h45 e seguiram por mais de uma hora. Uma das poucas cidades que não foram atingidas foi Marabá. Com o problema, todas as vias ficaram com semáforos apagados, causando grandes transtornos para quem estava no trânsito. Veja como ficou o tráfego na avenida Duque de Caxias, em Belém:

Quem também teve que tomar medidas durante o “blecaute” foi o Sistema Penitenciário, que precisou pedir reforço da Polícia Militar para aumentar a segurança em penitenciárias.

Segundo a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), os reforços foram solicitados nos “três Complexos Penitenciários da Região Metropolitana de Belém e em todas as demais 31 unidades prisionais do Pará”.

O fornecimento de energia elétrica foi restabelecido por volta de 10h30.

Reportagem: Diário Online.

Comentários do Facebook